25.2.12

Crítica de filme: A mulher de Preto


Titulo Original: The Woman in Black
Ator principal: Daniel Radcliffe (Harry Potter)
Direção: James Watkins
Produzido por: Hammer Film
Distribuído no Brasil: Paris Filmes
Ano: 2012
Duração: 95 minutos





Clichê de filme de terror. Aquela velha história "Você só esta salvo se ficar dentro de casa" "Oh! Eu irei lá fora!" . Mas, mesmo assim o filme não deixou de ser bom e até assustador.
O filme narra a história de Arthur Kipps um jovem advogado que tem que criar seu filho sozinho após a morte de sua mulher. Arthur é mandado para um pequeno vilarejo para acertar os documentos de uma mansão que seu cliente recém falecido queria vender. Chegando na mansão de Eel Marsh, ele descobre que o lugar tem segredos obscuros e em quanto procura a papelada que estava espalhada por toda mansão ele vê a "mulher de preto" . Depois disso crianças começam a morrer, afinal naquele vilarejo eles tinham uma lenda: "Toda a vez que alguém via a mulher de preto da mansão do lago uma criança morria, tiraram o filho dela agora ela tira os filhos dos outros" . Arthur começa a investigar mais sobre a história da morte da "mulher de preto" e entre um susto e outro você vai desenrolando a história junto com a impecável atuação de Daniel Radcliffe que sem dúvida alguma deixou bem claro que tem gabarito o suficiente para trabalhar em todos os tipos de filmes, claro que como fã assídua de Harry Potter não pude deixar de achar que deveriam ter escolhido um ator mais velho para o papel que Daniel exerceu, o caso é que idade ele tem para fazê-lo o problema desse meu "achismo" é eu ter a imaturidade de ver o nome "Daniel Radcliffe" e associar a Harry Potter. Clichê normal para qualquer fã de um filme líder de bilheteria como Harry Potter era. Cabe a nós meros mortais e fãs assimilarem o fato de que assim como nossos queridos atores crescem os filmes que eles trabalham mudam.
Sem dúvida eu dou a nota 9 para o filme, devido ao quesito atuação de Daniel, se for analisar o filme e o roteiro por si só seria 8, devido aos clichês tão esperados em filmes desse gênero. 



3 comentários:

  1. Olá Djeninha;
    Realmente filmes de terror possui muitos clichês - o que é uma pena -, mas ainda assim gosto muito dos filmes do gênero *-* Ainda assim, pretendo ver esse filme o quanto antes. Parece interessante, apesar de tudo.

    Abraços
    Ricardo - www.overshock.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Muito bom so o final que é péssimo ele morre no final

    ResponderExcluir
  3. Só pela sinopse do livro já imaginei ser um clichê, mas quando bem escrito até mesmo ele consegue ser fantástico.
    Pretende ler o livro, na maioria das vezes o que é clichê na tela fica mais sensível nas palavras, e eu também gostei da capa!

    ResponderExcluir