Resenha: A menina que não sabia ler

15.2.12
Estou lendo

Autor: John Harding
Editora: Leya
Páginas: 282
Nota: 10

Antes de escrever qualquer resenha eu gosto de ler pelo menos duas resenhas sobre o mesmo livro que já li para ter uma base melhor e para saber se eu realmente entendi o livro e não cometer nenhum erro na hora de resenhá-lo para vocês meus queridos leitores, mas com o livro “A menina que não sabia ler” quis ter um pouco mais de liberdade e não me prender a esses padrões que eu mesma me impus. O livro não é de uma leitura completamente fácil, mas nem por isso o julgo um livro difícil de se ler. O que o torna tão peculiar é o fato de ser narrado em primeira pessoa, tendo como narrador a personagem principal do livro Florence uma menina de 12 anos que sempre fora proibida por seu tio de ler, seu tio não achava que mulheres merecessem ter o nível básico de educação por que ele teve uma grande desilusão amorosa – sua noiva o deixou após ele ter a ajudado estudar por que não o julgava culto o suficiente para ela – Florence teve que aprender a ler sozinha, e toda a vez que queria algum livro tinha que ir a biblioteca da Blithe House – casa onde ela morava – escondida e com medo de alguém vê-la e a entregar para seu tio. A figura do tio é uma das coisas que são mais interessantes nesse livro por que de certa forma ele é um personagem que ajuda no suspense da história, mas ele não aparece em si apenas falam sobre ele nem mesmo Florence o conhece, mas mesmo assim ele tem grande importância na história. Florence tem um irmão mais novo chamado Giles que ama de todo seu coração e faz o impossível para sempre protegê-lo. Outro fator interessante da história é que como vemos a história da perspectiva de Florence uma garota super criativa que cria seu próprio mundo paralelo baseando-se nas historia que lê nem sempre sabemos se o que ela diz que vê é real ou apenas uma invenção da cabeça dela. A história toda é bem estruturada e mesmo se não for real toda a história contada por Florence, ela atribui vários detalhes que te faz pensar que é, e como dizem que cada um acredita na sua verdade Florence tem a dela. Mas, engana-se quem pensa que a história central é o fato de Florence não poder aprender ler – até por que mesmo não tendo ordens que a deixassem aprender ela aprende e esconde isso de todos e continua sendo vista como a menina que não sabia ler – na verdade a história é a vida de Florence que faz de tudo para proteger seu irmão a ponto de até matar duas pessoas – calma! Ela não é nenhuma assassina em série, são coisas que “acabam” acontecendo – é um livro que não pode ser resumido, ele contém fragmentos de suma importância em cada página, não possui muitos diálogos o que mais vemos folhas e folhas sobre os pensamentos de Florence o que o deixa bem intrigante. É uma leitura mais do que recomendada por mim, espero que gostem tanto quanto eu gostei!


Parte mais marcante do livro:
Quando ela encontra a biblioteca!

Ele será sorteado pra vocês no nosso Booktour além de ser um dos livros do próprio Booktour duplo, espero que viagem na leitura ele assim como eu que me identifiquei com a personagem. Beijos



5 comentários:

  1. Parabéns pela resenha Djeninha! Já li A Menina Que Não Sabia Ler e curti bastante. Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Li esse livro há um tempo. Amei a Florence, ela é uma personagem intrigante, embora o começo do livro ser chato e muito parado. O livro vale a pena ser lido justamente pelo que acontece com a personagem e as questões de sua mente.
    Bjs
    Daiane
    nouniversodaliteratura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Sou louca para ler este livro , uma amiga minha está lendo , ela disse que está fascinada pelo livro ... Amei a resenha ;)

    ResponderExcluir
  4. Bem, agora que vi a resenha por você adorei ele mais ainda, ele é muito fascinante, pretendo ler logo !

    ResponderExcluir