Resenha: Querido John

Imagem
foto: Just Carol

Ps: Essa resenha contém um milhão de spoilers

Tocante. Assim é Querido John o primeiro livro que li de Nicholas Sparks, acho que ele merece mais do que a nota que lhe atribui, mas não gostei muito do desfecho da história o que não a faz menos tocante e intrigante.
Em "Querido John" vemos a história de John um rapaz rebelde que não sabia bem que rumo dar a sua vida, ele era repleto de relacionamentos passageiros e morava com seu pai - Senhor peculiar que não conversava muito - após passar um tempo pensando sobre o que fazer da vida, John acaba se alistando no exército - apenas mais um ato de pura rebeldia - Lá ele se torna uma pessoa completamente diferente e enfim começa a tomar algum juízo - Pelo menos após fazer várias tatuagens pelo corpo - Em sua primeira licença John volta para sua cidade natal e passa um tempo com seu pai. 

Nesse tempo John resolve ir a praia para surfar coisa que ele tanto gosta de fazer, nisso ele vê um grupo de amigos reunidos e imagina como a vida deles era feliz, tudo parecia tão determinado e decidido na vida deles. De repente John vê a bolsa de uma das mulheres do grupo cair no mar, como em um impulso John mergulha para pegá-la e quando a devolve conhece Savannah.


Mal sabia ele mas, havia conhecido a mulher da sua vida. Passam alguns dias e John começa a sair constantemente com Savannah, mas somente quando ele estava a poucos momentos de voltar para o exercito ele se dá conta de estar apaixonado por Savannah. Os dois estão combinam de trocar cartas e telefonemas até a próxima licença de Joh. A relação dos dois era dificil, mas devido ao grande amor que estava surgindo superaram relativamente bem essa primeiro tempo de relacionamento. Enfim John ganha mais uma licença e vai visitar Savannah, conhece os pais da mesma e passa um belo final de semana com eles. Depois John visita seu pai, mas logo volta para a casa de Savannah. Nesse período eles brigam bastante pois um não conseguia entender o outro, John queria passar o maior tempo possível com Savannah, já Savannah apesar de querer o mesmo queria conciliar o tempo com John com o tempo de seus afazeres normais para que quando a licença dele acabasse e ele voltasse ao exército ela não sofresse tanto como sofrera da última vez. Depois de tanto brigar eles acabam se reconciliando e com isso acontece a primeira vez que eles fazem amor. 

A licença de John acaba e ele volta ao exército mais apaixonado por Savannah ainda. John começou a mandar mais cartas a ligar ainda mais para Savannah e o amor dos dois parecia mais forte do que nunca, até acontecer o atentado de 11 de Setembro. John estava prestes a receber mais uma licença mas, tendo em vista o que acontecia com o país John resolve se alistar novamente. Ele sabia que Savannah entenderia que o que ele fez apesar de ter sido uma escolha dificil era o correto a se fazer, porém após isso as cartas de Savannah foram diminuindo as ligações cada vez mais escassas o tom romantico das cartas foi sumindo. Até que ele recebe a noticia de que seu pai sofreu um ataque cardíaco, John recebe uma licença de emergia e vai visita-lo no hospital. Savannah sempre que podia ia até o hospital ficar ao seu lado. A licença acaba e John não tinha ficado muito tempo com Savannah, os meses se passam e ele recebe uma carta de Savannah que revela estar apaixonada por outro. 

Isso acaba com o mundo de John que seria dispensado do exército mas, com essa noticia resolve se alistar novamente. Em quanto todos os amigos de John deixavam o exercito lá estava ele se alistando de novo e praticamente sozinho no mundo. John recebe mais uma licença e vai para casa de seu pai, ele passa bons momentos com ele e isso o deixa feliz. Novamente ele volta para o exercito mas, recebe mais uma licença de emergencia pois seu pai fica doente de novo, na licença que ele passa com seu pai ele vê o quanto ele esta doente e com isso o interna em uma clinica pois ele sabia que isso era o melhor a se fazer. John retorna ao exercito e em poucas semanas recebe a noticia que seu pai morreu. Mais uma vez ele recebe uma licença de emergia e comparece ao enterro de seu  pai, sem entender bem o por que ele vai atrás de Savannah, quando finalmente a encontra descobre que ela estava casada. 
John ainda a amava, e ela ainda o amava. 

Mesmo depois de tanto tempo e dificuldade os dois ainda sentiam a mesma coisa. Mas, John sabia que para eles não teria volta. Savannah estava casada, e seu marido estava muito doente, ele precisava dela. Com esforço John deixa Savannah novamente e assim termina o livro.
John aprende que quando se ama você deve escolher o que é melhor para a pessoa que você ama e não para você mesmo.
O livro é tocante e triste, mas recomendo a leitura dele. Muito bem escrito e rico em detalhes - coisa que me irritou um pouco no inicio, mas depois me acostumei. 

Parte mais marcante do livro:
Apesar de ser um livro romântico, a parte que mais me tocou foi quando o pai do John morreu.

Trechos mais marcantes do livro:
"Conhecer você foi a melhor coisa que aconteceu comigo" (Página 113)

"O amor significa pensar mais na felicidade da outra pessoa do que na própria, não importando quão dolorosa seja sua escolha" (Página 277)