Resenha: A arte da imperfeição

Imagem



Autora: Brené Brown
Editora: Novo Conceito
Nota: 10
Páginas:183
Sinopse: Aprenda lições primordiais para construção de uma vida melhor, não só para você mas, para todos que estiverem ao seu redor. Com uma linguagem fácil e interessante Brené Brown aborda todos os assuntos que mais nos incomodam no quesito "aparência" e comportamento.








Lições para uma vida inteira. A arte da imperfeição me levou a refletir sobre várias atitudes que eu já tive em toda a minha vida. O que mais me chama atenção nesse livro é a escritora se mostrar tão perto de seus leitores, nos mostrando já ter passado por tudo o que passamos e por isso ter aprendido lições tão valiosas. A escritora também usa um linguajar instigante diferente dos livros desse mesmo gênero que acabam se tornando cansativos antes mesmo de chegarmos ao final de seu primeiro capitulo.
Em a arte da imperfeição aprendemos a nos aceitar como somos valorizando nossas qualidades e simplesmente admitir nossos defeitos sem ficarmos aquela neura que todos temos.Aprendemos a dar valor ao que temos e mais ainda ao que somos, também aprendemos a parar de querer se enquadrar em padrões impostos pela sociedade e sermos felizes por sermos nós mesmos.
Era uma leitura que eu precisava, mesmo sem ser fã de livros de auto-ajuda esse literalmente me ajudou e muito, me deu uma nova perspectiva de vida e me ensinou lições que irei levar comigo.
O diálogo simples da escritora nos faz navegar em seus acontecimentos e enxergar o livro todo como um espelho, refletindo nossos próprios medos, e insegurança. Com certeza uma leitura mais do que indicada e não poderia ter outra nota que não fosse 10.

Trechos que eu mais gostei do livro:
 Sim, sou imperfeito e vulnerável e, as vezes, tenho medo, mas isso não muda o fato de que sou corajoso e digno de amor e pertencimento. (Página 19)

Aprendi a me preocupar mais com o que sinto e menos com o que os outros vão pensar.(Página 17)