7.5.12

Resenha: Um sonho distante


Autora: Suzana A. Ribeiro
Editora: Casa do novo autor
Páginas: 133
Nota:10
Sinopse:  Onde você guarda seus tesouros? É comum imaginar joias reluzentes quando se vê um baú, mas estou falando de outro tipo de tesouro... Palavras marcam momentos merecem ser entesouradas através do tempo. Sentimentos, impressões, inspirações e decisões que formam nossa história individual também não devem ser perdidos. Lembre-se, o que você possui que tem mais valor não pode ser roubado nem corroído, mas é passível de ser esquecido! Cuide de suas preciosidades, nunca as deixe abandonadas ás margens da memória... Se ocupar todo o espaço que recebe atenção com joias falsas, o baú que lhe aguarda além dos anos estará vazio.

Delicadamente envolvente assim é Um sonho Distante. O livro me tocou logo nas primeiras páginas. Ele me surpreendeu, bem diferente do que eu imaginei que seria, o livro nos coloca em um universo novo, o mundo dos pulsares - amigos imaginários. Acompanhamos de perto a vida de Luana desde sua adolescência até sua vida adulta. Luana amava Nicolas, seu pulsar - amigo imaginário - mesmo sabendo que isso era uma loucura, afinal além de ninguém conseguir vê-lo ele nunca envelheceria diferente de Luana uma humana comum. A vida de Luana segue rumos normais até Nicolas se afastar da mesma por ela já ter completado uma idade na qual ele nao poderia mais seguir ao seu lado. Luana vive tempos dificeis e tristes por estar longe do seu amor, um grande acontecimento acontece e a vida de Luana muda completamente, segredos são revelados e seu amor por Nicolas é testado. Uma reviravolta impressionante faz com que você não queria nem ao menos piscar. O que eu mais gostei nesse livro foi a facilidade com que a escritora brinca com os acontecimentos nos fazendo ir para o passado e depois retornar ao presente sem nos confundirmos. A história possui uma narrativa fácil e inteligente. Foi um livro que me encantou e que sem dúvida eu recomendo sua leitura. Não poderia dar outra nota que não fosse dez.

Parte que eu mais gostei do livro:
Quando Luana descobre a verdade sobre tudo, e enfim segue sua vida.

Trecho que eu mais gostei:
Preferia ter passado minha vida toda na dúvida, com ele por perto, do que ter ouvido que ele me amava, porém nunca mais vê-lo. (Página 16)

Um comentário:

  1. Que obra perfeita, todos nós sempre temos aquele namorado/amor imaginário quando criança além de nos levar a pensar que estamos no passado, faz lembramos de momentos bobos vividos na infância...

    ResponderExcluir