Crônicas de um amor perfeito #3

1.6.12
378060_147924101978651_2099949632_n_large

- Sinceramente você é uma boba dona Julie.
- Por que?
- Ficar se enganando desse jeito só quem é muito boba pra fazer isso.
- Você esta tremendamente enganada, ele me ama e eu o amo ok?
- Se você diz.
Suspirei e voltei para meu quarto. Assim que cheguei notei a janelinha do meu msn piscando e me dizendo que meu amor estava querendo conversar. Haviam 6 meses que eu "namorava" ele. E 1 ano que nos "conhecíamos". Sim, eu posso parecer boba (como minha amiga diz) e inconsequente mas, eu namorava pela internet. Isso não foi uma situação que eu quis, foi algo que simplesmente aconteceu. Um bonito rapaz de outro estado me adicionou no facebook, e para conhecê-lo melhor pedi para que ele me adicionasse no msn, passaram-se meses e eu nunca conversei com ele (não via o porque). Até que em uma tarde de sexta-feira eu estava tendo um mini enfarte tudo por causa de uma prova que teria que fazer na faculdade. Resolvi então chamar todos que estavam online no msn para ver quem poderia me ajudar. (ninguém pôde) Mas, pelo menos conheci Fred. Desde aquele dia notamos que um era muito parecido com o outro. O jeito de pensar, os gostos e os objetivos de vida. Acabou que se tornou rotina ficarmos horas e horas conversando. Começamos a nos ver pela web cam, a trocar ligações no meio da noite e a perder várias horas de sono apenas para ficarmos um pouquinho mais "juntos". Depois de 4 meses assim, Fred tomou coragem e me pediu em uma espécie de "namoro". Fred dizia que não conseguia suportar a ideia de me ver com outro. (mal sabia ele que após de termos começado a conversar, eu não pensava em outra coisa que não fosse ele.). Eu aceitei, começamos então esse namoro, e agora estou aqui completamente apaixonada por um quase desconhecido 8 anos mais velho e bom demais para ser verdade.
- Julie? Eu quero ir  te visitar, eu posso?
Eram as palavras que eu mais ansiei em ler durante esse ano inteiro.


- Sério?
Digitei rapidamente em resposta.
- Claro, eu preciso te abraçar meu amor.
A alegria que eu senti naquele momento foi imensa, comecei a rir e a cantarolar pela casa. Marcamos um encontro em um parque municipal de minha cidade, ele sairia do estado dele para me conhecer. Conversei com minha mãe que achou uma péssima ideia mas, resolveu me acompanhar. Contei os segundos para o dia em que iriamos nos ver, o tempo parecia não passar, mas enfim chegou o tão esperado dia. Revisei um milhão de vezes a cesta de piquenique que tinha feito, me olhei no espelho sempre achando que tinha algo que poderia ter melhorado antes de marcar um encontro com ele. Completamente insegura e com medo segui rumo ao parque acompanhada de minha mãe.

- Julie sente-se aqui embaixo dessa árvore, eu ficarei ao longe se precisar mande uma mensagem para mim que eu venho.
- Está bem.

Minha mãe se afastou e eu comecei a tremer. Será que ele viria? Olhei a hora em meu celular e notei que faltavam alguns minutos para nosso horário combinado. Suspirei e me encarreguei de arrumar as coisas que havia trago por sobre a toalha que com dificuldade estendia sobre a grama. De repente alguém começou a me ajudar, ao olhar notei ser Fred.

- F-fred? - perguntei com a voz trêmula.
Ele apenas sorriu.
Estendeu uma de suas mãos e me ajudou a levantar.
- Olá Julie.
Corei.
Ele me abraçou bem forte. E depois me beijou. Seu beijo foi doce e delicado como eu tinha sonhado por todos esses meses. Depois nos sentamos conversamos, tiramos fotos, comemos e sonhamos com a nossa vida daquele dia pra frente. Nós dois sabíamos que assim como o destino de uma folha que dança com o vento o nosso futuro era incerto, não sabíamos onde a folha do nosso amor iria parar. Não sabíamos nem por quanto tempo ela iria dançar embalada naquele sentimento tão bonito que sentíamos um pelo outro, mas mesmo assim aproveitamos cada toque, cada cheiro e cada minuto que passamos um ao lado do outro formando um assim um belo inicio de até que em sabe um "Felizes Para Sempre".







4 comentários:

  1. Que texto lindo, essas crônicas tão muito lindas.

    ResponderExcluir
  2. Adorei o texto,as crônicas que você escreve são lindas demais!

    ResponderExcluir
  3. Adorei o texto,as crônicas que você escreve são lindas demais!

    ResponderExcluir
  4. Adorei o texto,as crônicas que você escreve são lindas demais!

    ResponderExcluir