16.7.12

Crítica de filme: Queime depois de Ler



Título Original: Burn after reading
Direção: Ethan Coen e Joel Coen
Sinopse: Osborne Cox é demitido da Cia por seus problemas com alcoolismo então resolve escrever um livro com suas memórias e revelando segredos do governo, sua mulher descobre e resolve usar como prova no processo de divórcio que trama contra ele. No filme também a história do ex policial Harry Pfarrer , da Linda Litzke que trabalha em uma academia e de Chad Feldheimer.








Queime depois de assistir isso sim. Apesar de ser um filme composto por atores de peso que souberam fazer seu trabalho com uma excelente atuação o roteiro é fraco e de comédia não tem nada. Apesar de todos os críticos terem elogiado eu não sou do tipo que se deixa levar por opiniões alheias e por isso eu digo é um filme mediano. De mediano para baixo. Eu criei expectativas que não foram de longe alcançadas pelo mesmo. 
Se alguém ainda quer saber o filme conta a história de Osborne Cox um agente da CIA que é demitido por possuir problemas com Álcool. Depois de ser demitido resolve escrever um livro de memórias revelando alguns segredos da CIA sua mulher resolve roubar o arquivo do livro para usar no processo de divórcio que estava aprontando escondido para ele. Acaba que esse arquivo roubado cai na mão de Linda e Chad dois loucos por dinheiro que após lerem o arquivo começam a achar que aquilo vale algo. Entram nas maiores enrascadas na busca por alguém que pague algo por aquele arquivo. 
No meio de toda essa trama vemos: a insegurança de Linda, o amor não correspondido de Ted. A traição da esposa de Harry. A traição da esposa de Osborne, enfim. Todo mundo pega todo mundo, e ninguém presta. A única coisa que se salva - tirando a boa atuação dos atores - é o fato do filme mostrar a individualidade de cada personagem, mas mesmo assim conseguir manter uma ligação entre eles. É só por isso que eu dei nota "regular" se não seria "ruim".  
Porém fiquem tranquilos, ver Brad Pitty no papel de senhor Fitness vale o preço da locação.


0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário