Crítica de filme: Looper - Assassinos do Futuro

19.11.12


Sinopse: Kansas City, 2044. Viagens no tempo são uma realidade, mas estão apenas disponíveis no mercado negro. Seu principal cliente é a máfia, que costuma enviar ao passado pessoas que deseja que sejam eliminadas, já que é bastante complicado se livrar dos corpos no futuro. Os responsáveis por estes assassinatos são os loopers, organização a qual Joe (Joseph Gordon-Levitt) faz parte. Um dia, ao realizar mais um serviço corriqueiro, ele descobre que seu alvo é a versão mais velha de si mesmo (Bruce Willis), trazida em viagem no tempo por ter se tornado uma séria ameaça à máfia no futuro. (fonte)
Distribuidora: Paris Filmes
Direção: Rian Johnson
Minha nota: ♥♥♥♥♥ Perfeito




O que você faria se você tivesse que matar a si mesmo mas, 30 anos mais velho? Que???? É isso mesmo, Looper é assim confusamente brilhante - será que existe essa palavra? (risos) - Looper conta a história de Joe um jovem que é um Looper. Mas, Djeni o que é um Looper? Looper uma pessoa que é paga - muuito bem paga por sinal - para matar outras pessoas. Só que esse trabalho tem um pequeno problema. Você terá que matar a si mesmo. Como assim? Os loopers viajam no tempo e chegam antes da pessoa que eles tem que matar, assim eles sempre as pegam despercebidas. Nessa de viajar no tempo eles acabam tendo que matar a si mesmo. Ok, ainda esta confuso não é? Vou tentar de novo.



Todo Looper tem uma data de validade. Eles trabalham um certo tempo para a máfia e depois disso tem apenas 30 anos para viver livremente. Depois disso ele é morto. Por ele mesmo. Afinal esse é o ultimo trabalho dele. Matar uma versão de si mesmo do futuro. E assim que apagando sua própria existência. É claro, que eles nunca sabem que a pessoa que ele esta matando é na verdade ele mesmo só que no futuro. Porém Joe não teve essa "sorte" ele se viu e se reconheceu na hora de "se matar" porém, sua versão do futuro não estava aceitando bem essa ideia de ser morto. E foge. Com isso a história se inicia. Com várias viagens no tempo que te faz até ficar um pouco zonzo.
Looper não é um filme de fácil compreensão ele exige total atenção do telespectador. Mas, nem por isso deixa de ser um filme ruim. Só é para um grupo seleto de pessoas, nada mais. O filme também conta com um personagem intrigante que só ganha seu devido valor no final da história, por ele ter poderes mentais e conseguir explodir e levitar coisas. - não pensem que o filme é ruim por ter essa pitada sobrenatural. - Na verdade isso é que faz o filme ser bom. 
É um filme de ação e muito interessante vale a pena cada centavo gastado no ingresso. Recomendo.

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário