Resenha: A culpa é das estrelas - John Green

Imagem

Sinopse: Em A Culpa é das Estrelas, Hazel é uma paciente terminal de 16 anos que tem câncer desde os 13. Ainda que, por um milagre da medicina, seu tumor tenha encolhido bastante — o que lhe dá a promessa de viver mais alguns anos —, o último capítulo de sua história foi escrito no momento do diagnóstico. Mas em todo bom enredo há uma reviravolta, e a de Hazel se chama Augustus Waters, um garoto bonito que certo dia aparece no Grupo de Apoio a Crianças com Câncer. Juntos, os dois vão preencher o pequeno infinito das páginas em branco de suas vidas.

Valor: R$29,90 (Compre aqui) ou em E-book por R$19,90 (aqui)
Escrito por: John Green
Editora: Intrínseca
Minha nota: ♥♥♥♥♥ Perfeito


Em "A culpa é das estrelas" vemos a história de Hazel Grace uma jovem encantadora que possui câncer. O mais interessante em sua personagem é que ela não respeita qualquer clichê que nós estamos acostumados ao ler ou assistir algum filme que contenha uma personagem com câncer. Ela é inteligente, decidida e se preocupa com quem esta ao seu redor - ao invés de ser egocêntrica por ter uma doença terminal. Não sei por que mas, eu sempre crio esse estereótipo em minha cabeça - Hazel é encantadora e nós faz se apaixonar pela história. 
Outro grande marco do livro é que cada personagem tem sua independência, é como se o livro fosse formado por vários personagens principais - isso é fabuloso.
Temos Augustus Waters - Gus - o rapaz que faz Hazel se apaixonar. Augustus é lindo e tem uma personalidade forte e peculiar - não posso deixar de ressaltar a estranha mania que ele tinha de colocar um cigarro na boca (sem acendê-lo) - Augustus é muito inteligente - pelo menos na minha perspectiva da história.
Também tem o Isaac o amigo de Augustus que acaba ficando cego e perdendo seu grande amor - essa parte me revolta, mas de certa forma acabo sendo um pouco condescendente com a namorada de Isaac. 



Em suma "A culpa é das estrelas" nos faz repensar no real valor da vida e nos traz o amor verdadeiro de um jeito que nunca foi contado antes. Sem melodramas e sem frases ensaiadas, ele nos mostra a verdade nua e crua a vida como ela é. Deve ser por isso que esse livro cativa a todos que o leem. Talvez depois de navegarmos em livros com bruxos, vampiros e afins um pouco de normalidade cai bem.
"A culpa é das estrelas" consegue ser triste sem ser apelativo. É um livro mais do que recomendado. John Green tem um jeito de escrever único e que deve ser apreciado por todos. Comprem esse livro :)