Crítica do filme: O massacre da serra elétrica 3D - A lenda continua

Imagem

Direção: John Luessenhop 
Gênero: Terror
Distribuidora: Europa Filmes
Sinopse: Em 1974, uma tragédia atingiu um grupo de cinco jovens, numa pequena cidade do Texas. Eles nunca imaginaram vivenciar algo tão macabro e doentio. Apenas uma garota conseguiu escapar para contar a história, e os acontecimentos que se seguiram pareciam ter colocado um fim naquele horror. O que poucas pessoas sabiam é que uma criança foi escondida daquela loucura e cresceu sem saber sobre sua verdadeira família.
Minha nota: 1/5

Amigos, companheiros e conterrâneos. Basta me conhecer um pouquinho ou já ter visto as fotos do meu quarto (cujas paredes são repletas de fotos de astros do cinema) para saber que eu sou uma admiradora sem freios da sétima arte. Por isso sempre que sai um filme novo eu faço o possível para conferir. Diferente das pessoas "normais" quando eu vou assistir a algum filme eu sempre pesquiso um pouco sobre a história do filme - da onde surgiu, quais foram as referências e inspirações, as técnicas usadas no filme, o elenco e os filmes que o pessoal do elenco - pelo menos os protagonistas - participaram e afins. Sou viciada mesmo. Assumo! 

Quando vou escrever alguma crítica sempre leio várias outras de gente com muito mais gabarito do que o meu para criticar algum filme. Sabe por que eu faço isso? Por que as vezes eu posso ter entendido errado o sentido do filme ou algo do tipo. Tendo em vista que apesar de amar cinema, nunca estudei me fazendo assim uma pessoa 'leiga' no assunto. 

Há alguns dias atrás, eu fiz uma sessão terror com a minha querida amiga Fernanda, beijos fê! onde assistimos "O massacre da serra elétrica" e "O último exorcismo" os dois filmes no mesmo dia um após o outro. E claro! No cinema (nada de pirataria povo!) se não fosse pelo fato de termos feito uma semi amizade com dois boys bonitinhos que estavam atrás da gente teria sido uma total perca de tempo.

O massacre da serra elétrica é uma auto paródia até no título do filme. Afinal nem é uma serra elétrica que o nosso querido assassino usa (afinal ela não é ligada na tomada. logo não é elétrica!).


O caso é que esse filme é nada mais nada menos do que mais um 'remake' da franquia do queridinho da serra elétrica que sai matando todo mundo e depois com as partes do corpo das pessoas que ele mata, ele vai criando uma máscara para ele, além de usá-los como decoração em seu quarto (tipo um troféu). Parece grotesco né? E realmente é. O mais interessante é que foi baseado em fatos reais! Realmente tem um rapaizinho que fez isso o nome dele era Ed Gein e ele também serviu de inspiração para muitos outros filmes, afinal essa atitude dele é bem inspiradora né? (sóquenão).

O massacre da serra elétrica conta a história de Heather que descobre não ser filha de seus pais (risos)  mas, sim de uma outra família toda misteriosinha ai. Ela descobre isso depois de receber uma mansão de herança de sua vovó querida.


É lá na mansão que ela conhece nosso querido vilão da história - que mais tarde descobrimos ser o priminho lindo dela.

O filme é todo cheio de clichês e cenas mais do que esperadas. Além de é claro, ter um roteiro ruim e um 3D de merda. Para os rapazes vale o ingresso, já que temos duas bonitinhas semi nuas desfilando pela tela. Para as garotas nem tanto, já que o rapaz mais bonito do grupo é um dos primeiros a morrer.

Ps: De terror, não tem nada. Ri o filme inteiro.

*Essa é uma postagem programada. Afinal é feriado e a Djeni aqui também é gente (risos)