Resenha do livro "Cinquenta tons do sr. Darcy" de Emma Thomas

Imagem

Cinquenta Tons do Sr. Darcy
Editora: Bertrand
Título: Cinquenta tons do sr. Darcy
Escrito por: Emma Thomas*
Sinopse: Imagine Elizabeth Bennet e o sr. Fitzwilliam Darcy, protagonistas de Orgulho e preconceito, deixando de lado a moral e o recato e dando vazão a seus desejos mais ocultos de forma mais pervertida que Christian Grey e Anastasia Steele, personagens de Cinquenta tons de cinza. O resultado: Cinquenta tons do sr. Darcy, a incrível e hilária paródia escrita por um famoso inglês sob o pseudônimo de Emma Thomas.
Minha nota: 2/5


Olá meus amores nesses últimos dias eu consegui terminar algumas leituras mais do que atrasadas. Pouco a pouco eu irei atualizando vocês com as resenhas. A de hoje é a do livro "Cinquenta tons do sr. Darcy" vamos conferir?


Cinquenta tons do sr. Darcy conta do jeito mais cômico que consegue a história de Elizabeth e Darcy. Como a própria sinopse sugere, no livro temos a mescla de dois livros. São eles: Orgulho e preconceito de Jane Austen e Cinquenta tons de cinza. Agora vocês devem estar tipo assim: Oi? Como assim? Um clássico e um livro erótico juntos em uma só história? 
Sentia os olhos acinzentados queimando-a por dentro, como pás ferventes atiçando as brasas de seu desejo. Quando mais a atiçavam, mais altas eras as chamas que incendiavam suas entranhas, até que a metáfora se desfez em uma explosão de faíscas e prosa mal-escrita.
A história é aquela que quem leu Orgulho e preconceito já conhece, porém com doses de humor irônico, trocadilhos infelizes e é claro breve detalhes do mais novo queridinho hot das galaxias, Cinquenta tons de cinza (vide resenha here). 


O livro não respeita os costumes da época em que lhe é retratado, menos ainda o vocabulário - mas, é tudo intencional claro.

Não consigo formular se o livro é bom ou ruim. Mas, posso dizer que ele faz uma baita crítica a Cinquenta tons de cinza e até as escritoras de hoje.

Se eu recomendo a leitura? Bom, caso você queira um livro que lhe arranque momentos de risos, e com diálogos chulos e cheios de alfinetadas sim.

*Emma Thomas é um pseudônimo e por mais que eu tenha procurado não encontrei o verdadeiro nome de quem o escreveu.