Dear Diary, Afinal o que é ser inesquecível?

1.11.13
 

Ontem aconteceu uma coisa comigo que eu ainda estou tentando decidir se foi engraçada ou 'tragique'. Estava voltando do cinema com a minha querida mãe quando resolvemos parar comer algo. Nisso avistei um rapaz que eu havia conhecido há algumas semanas atrás.

Eu conheci esse rapaz por um acaso enquanto caminhava pelo shopping com uma amiga. Ele estava com um outro rapaz que eu tenho uma leve amizade. A gente se apresentou e conversamos por alguns minutos.

Voltando para ontem, ele ficou olhando para mim. Eu sorri e disse "Oi" afinal a gente já se conhecia. Ele também sorriu e não disse mais nada.

Minha mãe resolveu se sentar próxima ao local onde ele estava, deixei ela a sós enquanto fui fazer nossos pedidos. Quando eu voltei ela deu risada e me disse que o tal rapaz queria me conhecer.

- Como assim ele quer me conhecer? A gente já se conhece! - disse baixinho para minha mãe.
Ela caiu na risada. Expliquei que eu havia o conhecido há algumas semanas e que ele estava com um amigo meu.
- Pois é, ele não se lembra disso. Veio me perguntar se podia te conhecer.

Resolvi olhar discretamente por sobre meu ombro e lá estava o rapaz me encarando - tentando me lançar um olhar 43 - voltei meu olhar a minha mãe e tentei sorrir.

Mais uma vez precisei me levantar, dessa vez para pegar nossos pedidos quando eu voltei a minha mãe me disse que novamente ele tinha falado com ela sobre a vontade de me conhecer e ela acabou falando que na verdade eu e ele já nos conhecíamos, então assim que eu me aproximei da mesa onde minha mãe estava ele me disse:

- A gente já se conhece? - perguntou incrédulo.
- Mais ou menos. - disse me sentando.
- Como assim?
- Você estava com um amigo meu há algumas semanas atrás, se lembra?
- Ah! Meu Deus, era você? - ele me perguntou ficando enrubescido enquanto se virava para encarar o nada com vergonha do que havia acabado de acontecer.

Ele se desculpou. Mas, como alguém pode se desculpar por ter esquecido a gente? Está mais para a gente ter que se desculpar por ter sido assim tão 'esquecível' para a pessoa.

herzenscherbenklirren | via Tumblr

Dai eu fiquei pensando sobre isso. A noite inteira. Sobre o que é ser inesquecível para alguém? Se para sermos inesquecíveis devemos fazer coisas memoráveis, dizer o que a gente pensa, ser nós mesmos, tratar alguém mal ou algo do tipo...

Dai cheguei no mesmo dilema do gif acima "Você acha que a gente sente falta das coisas que a gente ama, ou a gente simplesmente ama as coisas que a gente sente falta?"

O que uma pessoa ou coisa precisa ser para ser inesquecível pra gente? Por que algumas pessoas tem uma facilidade imensa de esquecer momentos, pessoas e coisas que talvez caso acontecesse com você, você jamais iria se esquecer?

Como o seu grande primeiro amor, de repente não passa de um borrão de lembranças? Como aqueles pesadelos que você tinha quando era criança de repente não passa de um acumulado de imagens sem sentido e que agora te faz rir?

Eu realmente não sei a resposta para essas perguntas, mas algo que eu sempre tive comigo é: "A gente sempre se lembra daquilo que quer se lembrar"

Logo...

Um comentário:

  1. Não sei se concordo.
    As vezes não queremos lembrar de algo e acabamos lembrando (por experiência própria).
    Acho que isso acontece porque nos marcou tanto para o bem como para o mal.
    São coisas da vida.

    http://lisos-somos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir