28.3.14

Dear Diary: das coisas que eu não dava valor


Olá queridos (se é que ainda tem algum) ♥

Sei que ando bem sumida daqui. Mas, estou com projetos de voltar a ser mais ativa, ok? Até lá eis a minha reflexão:

Há algumas semanas semanas atrás eu realizei uma cirurgia. Fazer cirurgia já é ruim por si só, mas consegue ficar pior quando temos que fazer uma cirurgia que na verdade a gente já fez mas, o problema voltou. Terrível não é? Esse foi o meu caso.

Graças a Deus eu já estou bem. E não precisam se preocupar a cirurgia era simples. Mas, mesmo assim acabou me privando de várias coisas: eu não consegui me levantar da cama sem sentir tontura por diversos dias, senti muita dor no meu corte, doía na hora de fazer o curativo, sentia muito enjoo na hora de comer, não pude ir pra faculdade por 3 longas semanas, também não podia sentar direito, nem me esforçar muito, foram 3 semanas sem jogar video game (sou viciada em just dance, e na verdade ainda não posso jogar :/), 3 semanas trancada em um quarto, 3 semanas repensando sobre a minha vida.

Eu precisava ter feito essa cirurgia sabe? Apesar de ter sofrido ela trouxe consigo muitos ensinamentos entende? comecei a repensar - já que tive muito tempo para isso - e cheguei a conclusão de que nunca dei valor as coisas que eu tenho. Por mais simples que sejam. 

Agora que estou melhor, ando bem mais feliz. É tão bom poder correr, poder pular, poder sentar, poder comer, poder andar, poder ver, sentir e simplesmente não sentir também quando for uma dor por exemplo hehe

Enquanto eu estava me recuperando da cirurgia algumas pessoas me magoaram muito, mas coloquei na cabeça que não ia me permitir ficar triste por coisas tão pequenas. No final do dia são apenas coisas sabe?

Nossa existência é tão curta, tão limitada e tão rápida para gente perder tempo chorando. Temos que dar valor as coisas que temos ao nosso redor, mesmo que seja uma menina chata e tagarela, mesmo que seja o som alto do vizinho. hehehe São as pequenas coisas que moldam nossa vida e a fazem ser do jeito que ela é. 

Passe uma noite que seja em um hospital que você vai desejar voltar o mais rápido para sua vida por mais 'entediante' que ela pareça ser.

Esse texto é para vocês. E é para mim. Para eu nunca esquecer esse sentimento de agradecimento que brota em meu coração. Por ter vocês, por ter o blog, por poder blogar, poder viver e poder me expressar. Obrigada Deus, obrigada vida  

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário