CRÍTICA DO FILME: MAGIC MIKE 2 - XXL

Imagem

O que dizer de Magic Mike 2? Ok! ok! eu sei que Magic Mike não é o tipo de filme que foi feito para ganhar um Oscar ou afins - assim como Cinquenta tons de cinza, Crepúsculo e tantos outros Magic Mike foi feito apenas para satisfazer as vontades femininas - mas, mesmo assim achei o filme bem fraquinho.

Se o auge do filme era para ser as danças na minha humilde opinião deveriam ter tido mais. Quando assisti o primeiro Magic Mike lá me meados de 2013 (lembrando que o primeiro saiu em 2012, mas eu só vi em 2013) eu achei a história bem chatinha mas, por conta dos atores mais lindos do cinema estarem rebolando sem camisa em uma palco eu acabei gostando do filme em um contexto geral.

Agora nesse segundo Magic Mike eu sai da sala com cara de: Sério que eu paguei R$24,00 para isso? A história não compensou e mesmo com as meninos divando sem camisa em danças ainda mais sensuais do que as danças do primeiro filme Magic Mike 2 não me convenceu.



Nessa continuação Mike havia meio que se aposentado da sua vida de stripper, porém seus amigos o convencem a voltar nem que seja pela última vez para que pudessem fazer a apresentação de suas vidas na convenção de strippers. Porém na tentativa de deixar tudo engraçado e sexy, o filme acabou se perdendo e tendo diálogos desconexos e desnecessários - infelizmente.

O final foi a pior parte de todas, sabe quando parece que alguém tirou a tv da tomada por que você não consegue acreditar que o final foi assim tão abrupto e estranho? Pois é. Isso aconteceu com nosso Magic Mike.



Se vale a pena assistir?
Talvez.

Se for para ver os lindinhos sem camisa é melhor você alugar o Magic Mike 1 que de longe foi bem melhor que o 2.