CRÍTICA DO FILME: NO CORAÇÃO DO MAR

16.12.15

Não assista em 3D e está tudo certo.

O filme "No coração do mar" de Herman Melville, um escritor que após ouvir relatos sobre o naufrágio do navio baleeiro Essex fica obcecado pela história e resolve entrar em contato com um dos sobreviventes para que ele possa cotnar exatamente o que aconteceu. Nós começamos a entender e conhecer a história juntamente de Herman.

No quesito efeitos o filme se superou. Como outros filmes que envolvem baleias - tubarões e afins - o medo do ataque assusta mais do que o ataque em si, mas mesmo assim as cenas com as baleias conseguiram ser muito boas.

O filme segue um clima morno e monotono,porém é bom para entreter. Cenários e figurinos que convencem mas, uma atuação mediana de todo o elenco. Não sei se o problema foi a escolha dos atores ou o roteiro sem emoção.

Dá um sono.



O show ficou por conta de Chris Hemsworth e sua beleza, afinal bom ator ele não é ne gente? Qualquer filme que eu vejo com ele eu fico esperando ele gritar 'THOR' e com "No coração do mar" infelizmente não foi diferente.

O 3D desse filme é praticamente uma ofensa, afinal ele é inexistente. Eu assisti o filme inteiro sem os óculos e não tive problema nenhum - a não ser o fato de ter pago mais caro por um 3D que não existiu.

Uma curiosidade é que a história do filme é baseada em fatos reais. Sabe o Moby Dick? Então. Esse filme é como se fose a história do escritor pesquisando sobre o naufrágio que inspirou o livro Moby Dick.

SINOPSE: Inverno de 1820. O navio baleeiro Essex parte em busca de óleo de baleia. O navio é liderado pelo nada experiente capitão George Pollard (Benjamin Walker), que tem Owen Chase (Chris Hemsworth) como seu primeiro oficial. Owen sonha em ser capitão e tem o objetivo de superar a meta traçada por seu empregador. Eles navegam por meses em busca de baleias, mas quando encontram se deparam com uma grande ameaça, uma gigantesca baleia branca que irá lutar por sua sobrevivência e acabará atacando o navio e sua tripulação.

3/5

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário