7.1.16

ISSO SIM É UM ADEUS



As coisas são tão complicadas. Com certeza vou falar um seleção de coisas que amanhã de manhã sem sono eu vou me arrepender mas, ao mesmo tempo só irei acordar amanhã sem sono se conseguir dizer tudo isso hoje. 

Não quero repetir mais uma vez e inutilmente tudo o que eu já te disse antes ate por que da ultima vez que eu disse eu disse que seria a última vez então se eu repetir estarei voltando atrás nas minhas palavras. Eu acho que as vezes deve ser estranho, é difícil pra você acreditar nas coisas que eu falo como se eu não te conhecesse o suficiente ou não tivesse vivido com você tanta coisa para sentir o que eu sinto, de certa forma eu concordo com você e isso é uma das coisas que eu falo para mim mesma mentalmente todos os dias: que eu não tenho motivos para sentir tudo isso. 

Mas fazer o que? Como diz uma música que eu gosto muito "o coração quer o que ele quer" Eu nunca fiquei com raiva de você. Nenhuma só vez. Em todo esse tempo por mais que eu tentasse. Mesmo nas vezes que eu achava que você estava mentindo pra mim. No começo eu achava que eu te conhecia realmente bem, mas depois de uns tempos pra cá comecei a pensar que talvez eu apenas achava que te conhecia e que você tinha uma parte desconhecida e que eu nunca iria conhecer. 

Você disse que pensou que estava morto pra mim, a primeiro momento eu li isso e fiquei feliz por pensar que tinha conseguido despertar alguma emoção em você, mas depois eu vi que isso não era motivo para eu ficar feliz, pois você achava que para mim você tinha morrido e não fez diferença nenhuma para você, afinal em todo esse meio tempo não veio falar comigo uma só vez. 

Eu estou adiando fazer isso desde ontem. Desde o ano passado, desde quando eu me dei conta de que não adiantava eu fazer nada. Por que nada que eu fizesse iria mudar as coisas. Como eu já disse o coração quer o que ele quer e o seu nunca me quis. Eu acho que a causa de tudo foi má interpretação. Eu sempre acabo levando tudo a um tom romântico. Mas agora eu aprendi a não enxergar tudo tão cor de rosa e ser mais dura com essas coisas. Não encarar qualquer atitude como um sinal de carinho. As vezes ela não significa nada a não ser uma atitude. Acho que o problema de tudo foi justamente esse. 

O tempo todo eu achava que você me achava especial e que era diferente comigo. Eu achei que eu tinha encontrado alguém que talvez... apenas talvez gostasse de mim e fazia coisas apenas para me agradar entende? Isso me fazia sentir especial. Cada coisa cada pequeno gesto e cada palavra de cada conversa. Mas como eu disse má interpretação. 

Em momentos como esse tudo o que você já me disse todas as curtas frases e momentos ficam passando na minha cabeça sabia? E você disse que pensou que você estava morto pra mim, acho que o problema sempre foi que eu sempre estive morta pra você. E eu não quero mais isso. Eu não quero sentir raiva de mim pensando que eu fiz algo errado e por isso aconteceu tudo isso. Eu sou muito romântica e idiota talvez ler tanto me deixou cafona e piegas mas mesmo sem ter nenhuma razão eu continuava apegada a uma fé insistente de que um dia você ia acordar e sei lá falar para mim tudo que eu podia queria ler/escutar. Mas é claro que essa fé acabou faz tempo. Eu sempre li e tem até na Bíblia que o amor é misericordioso e paciente. Que quando a gente gosta de alguém deixa a pessoa livre. 

Então é isso que eu vou fazer a partir de agora. Vou me deixar livre, vou gostar de mim. E vou parar de me martirizar por sentir as coisas que eu sinto. Você deve estar se perguntando (ou não) por que eu te disse tudo isso. Por que sei lá da última vez que eu falei com você e disse que queria te ver era por que eu queria uma última tentativa queria dizer olhando pra você as palavrinhas que eu só disse por aqui. Mas sabe por que apesar de ser super cara de pau e não ter vergonha de dizer o que eu penso eu nunca disse olhando pra você? Por que eu sabia que não ia suportar o silêncio perturbador que iria ficar depois. Por que é claro que você não iria ter nada para me dizer em troca. Hoje em dia eu não acho que te conheço. 

Acho que você é um borrão da minha cabeça uma ferida que eu adoro continuar cutucando e cutucando e eu não quero mais isso. Sempre adiei terminar algo que nunca começou por que pensei que isso iria trazer grandes mudanças na minha vida mas que tipo de mudança pode trazer se você por escolha própria não faz mais parte dela há muito tempo? Você não tem e nunca teve obrigação de nada. Não quero que pense que é o que eu acho por que não é, esse texto imenso é só um desabafo com ensaio antigo que faz tempo que eu queria dizer. Eu gosto de sempre pensar que eu tenho total domínio sobre tudo o que eu sinto, não no sentido de conseguir controlar mas no sentido de saber entender. Mas em relação a você eu realmente não sei. Só sei que queria que tudo fosse diferente. 

Quando eu te conheci queria que você me respondesse mais rápido, quando a gente ficou queria que a gente tivesse algo mais sério... O tempo todo eu fiquei desejando ter mais do que eu tinha. Até que eu cheguei ao ponto de apenas querer de volta o que eu já tive e não tenho mais. Isso me deixa perturbada. É terrível se sentir de mãos atadas e saber que não tem nada que você possa fazer por que a decisão final não depende você. Ficar com outras pessoas, sair para outros lugares, viajar nada disso adiantou por que minha mente sempre estava desejando outros momentos e outra pessoa. Isso é tão complicado, já seria complicado sem minha dose de excessos e drama imagina com eles? Creio que o seu enterro oficial está sendo hoje. Assim do nada. 

Ou depois de tudo. Até hoje eu não consigo entender por que te conheci naquele dia.

Antes de você eu tinha total certeza de que tudo acontecia por um motivo mas depois de você comecei a pensar que algumas coisas simplesmente acontecem sem motivo algum. Se eu sempre estive morta pra você e nunca signifiquei nem um terço do que você significou pra mim é besteira eu continuar te colocando em um pedestal que deveria ser ocupado por outra pessoa. É isso. Não sei o que tudo isso quer dizer só sei que eu sempre entendo quando um livro está perto de acabar e é o que eu sinto agora. 

Acho que essa é a hora de fechar o caixão jogar em cima todas as memórias e sentimentos e tacar terra até cobrir tudo e não ter sinal nenhum que um dia alguém foi enterrado ali. Se eu queria ser surpreendida e ver você lutando para continuar vivo? Com certeza. Mas como diz a frase de um filme Que eu gosto " esperar isso de você é como esperar chuva na seca inútil é desesperador".

Hora de sair do cemitério e te deixar lá sem olhar pra trás.

Um comentário:

  1. Eu amo tanto esse blog!!!!
    Amo tanto a Djeni, me identifico muito com sua alma <3

    ResponderExcluir