26.2.16

REVIEW: SUPERNATURAL - 11X15 Beyond the Mat


ESSA POSTAGEM POSSUI SPOILERS DO EPISÓDIO

O episódio se inicia com uma luta livre onde o perdedor acaba ficando realmente nervoso com o rapaz que venceu chegando até o ameaçar de morte.

Depois voltamos para Sam e Dean. Dean menciona que um dos lutadores favoritos do pai deles acabou morrendo e que ele queria que eles fossem no funeral dele pois seria um bom jeito de se distrair depois deles terem ficado tantos dias apenas estudando sobre lendas que diziam como acabar com a Escuridão. Sam é contra a ideia mas, depois acaba aceitando.

Durante o funeral eles descobrem que vai haver uma luta.Eles resolvem ficar para vê-la em nome dos velhos tempos. Após a luta um homem morre. Porém ele tinha uns símbolos estranhos arranhados em seu corpo o que fez com que Sammy pensasse ser um caso para ele e Dean que resolvem ficar mais tempo para investigar.

A investigação mal começa e eles descobrem que em todas as lutas daquela turnê alguém acabava morto e sempre com aqueles símbolos estranhos no corpo.

Castiel ainda é a casca de Lúcifer e ele continua tratando Crowley como seu escravo/cachorro porém uma de suas seguidoras resolve quebrar as regras e lembrar Crowley de quem ele realmente é. Ela quer que Crowley retome seu poder.


Porém depois descobrimos que era tudo armação para que Lúcifer encontrasse a outra mão de Deus que Crowley escondia. Poor C!

Depois descobrimos que quem está por trás de todas as mortes é Gunnar, tudo por que ele fez um pacto com um demônio então para se manter um bom lutador ele deve fazer todos os favores que o demônio pedir.

Só que Gunnar é um dos lutadores favoritos de Dean e durante o episódio inteiro ele o tietou e disse o quanto admirava ele. Acaba que o demônio pede para Gunnar o matar e quando os dois ficam sozinhos ele revela que não queria fazer isso. Dean acaba o convencendo a não o fazer e juntos eles matam o demônio. Claro que Gunnar acaba morrendo já que não cumpriu sua parte do pacto.

Crowley é traído por Simmons - a seguidora de Lúcifer que fingiu estar do lado dele - mas, mostra que ele meio que já sabia que isso ia acontecer. Ele usa o poder do cajado - que era a mão de Deus que ele tinha guardada - para acabar com Lúcifer. Mas, Simmons entra na frente e é ela que acaba sendo detonada. Lúcifer ri e diz que o poder acabou ou algo assim. E Crowley fica sem saber o que fazer. O episódio volta a se focar em Sam e Dean e todo o desfecho que eu já contei de Gunnar e o demônio.

O episódio termina sem sabermos o que será de Crowley e se ele conseguiu dar uma reviravolta em tudo.O que vocês acham?

Eu gosto de episódios como esse. Tiveram seu tom de humor marca registrada de SPN, teve o caso e a subtrama da série ficou em seu devido lugar como uma subtrama. Odeio quando são episódios só focados nela. O que me fez gostar da série era a investigação dos casos. E vocês?

OBS: Quinta-feira é o dia oficial de reviews de SPN aqui no blog. Mas, acabei me atrasando na hora de liberar essa. 
OBS²:  Infelizmente o próximo episódio só vai ao ar dia 23/03 então semana que vem não vai ter review de SPN. *todoschoram*

4/5

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário