10.3.16

CRÍTICA DO FILME: A SÉRIE DIVERGENTE - CONVERGENTE


*Leia essa crítica até o final por que tem uma surpresa pra vocês*

Eu fui aos cinemas sem nenhuma expectativa. "Divergente" é uma das séries adolescentes mais "fail" na minha humilde e sincera opinião. Tudo porque apesar da história excelente a má atuação de Shailene me faz querer dormir. Sorte que parece que o Diretor atual da franquia percebeu isso e deu mais foco no Theo James nesse terceiro filme. OBA!

Nele vemos Tris e Four pós descobrir que existe um mundo além do muro. E eles estavam ansiosos para o descobrir, mesmo com todas as proibições de Evelyn. Tris, Four, Cristina, Tori e Caleb partem em sua missão de finalmente descobrir o que existe alem do muro.

Chegando lá nem tudo pode ser o que parece. Naquela sociedade eles são celebridade, todo mundo cresceu os assistindo. E todos parecem estar lutando em busca do futuro perfeito e bom para todos, será mesmo?

O filme conta com muitas cenas de ação e efeitos que apesar de forçados não chegaram a ser ruins. A atuação de todo o núcleo principal como sempre deixou a desejar exceto por Theo James que foi uma grata surpresa com suas cenas isoladas dos outros personagens que o deixaram com cara de protagonista - por favor façam um filme do livro "Quatro" nunca te pedi nada Hollywood! - meu objetivo aqui não é dizer se o filme foi bom em comparação ao livro, mas sim se ele foi um filme bom por si só. E sim. Apesar da péssima atuação de muitos o roteiro fácil e leve deixou o filme interessante de se assistir. 

Os diversos Plot Twist da trama te deixam intrigado muito mais do que os próprios personagens. Você fica curioso para ver o que vai acontecer logo em seguida e qual outra grande tecnologia vai surgir.

  • Plot Twist: é um termo usado no mundo do cinema para uma reviravolta na trama que ninguém estava esperando



Já adianto que ele apenas seguiu a mesma história dos outros dois anteriores. PASMEM. Para mim foi só um jeito diferente de contar o que já conhecíamos. Aquela velha história só mudar a ordem dos fatos e inserir um novo vilão.

Outra coisa que me incomodou muito foi o papel de Jeff Daniels ele foi tipo a nova Jeanine (Kate Winslet) mas, Jeff Daniels fez Debi&Loide o filme que mais marcou sua carreira e o único filme que ele fez que caiu no gosto popular e que todo mundo conhece ou seja, pra mim ele sempre vai ser o carinha do débi&loide e mesmo que sua atuação não tenha sido de todo ruim não dava para levá-lo a sério como vilão. Simplesmente não.

O filme é divertido - o que definitivamente não era pra ser - mas, vale o ingresso para você se deliciar com os closes desnecessários no belíssimo rosto de Theo James.

  • OBS: Tem o Bill Skarsgard como coadjuvante o que ele consegue fazer muito bem e quase passa dispercebido se não fosse pelo seus trejeitos inconfundíveis que ele nunca consegue esconder em qualquer personagem que faz. Ah! Bill! Como eu te amo! haha
3/5

Eu estou sorteando 4 pôsteres de "Convergente" para participar da promoção basta curtir a page do blog e comentar essa postagem com algum trecho da crítica que mais te chamou a atenção e pronto! Comente também o seu e-mail de contato para caso você seja sorteado a gente entre em contato com você. O sorteio começa hoje dia 10/03 e termina dia 1/04. O vencedor será avisado por e-mail. Teremos 4 vencedores. Juntamente com o pôster vocês irão ganhar mimos do blog.

4 comentários:

  1. "por favor façam um filme do livro "Quatro" nunca te pedi nada Hollywood!" larissafreithas2014@hotmail.com

    ResponderExcluir
  2. Será que só eu prefiro divergente do que jogos vorazes? Amei o filme, o primeiro, e quero muito ir ao cinema para assistir a continuação. O que mais me chamou atenção na sua critica foi o filme conta com muitas cenas de ação e efeitos, pois amo cenas de ação, ainda mais com muitos efeitos, foi isso que me chamou atenção nessa série.

    ResponderExcluir


  3. "O filme conta com muitas cenas de ação e efeitos que apesar de forçados filme conta com muitas cenas de ação e efeitos que apesar de forçados". O filme realmente fugiu do real cenário imaginado no livro.

    samot.mars@gmail.Com

    ResponderExcluir
  4. "O filme é divertido - o que definitivamente não era pra ser - mas, vale o ingresso para você se deliciar com os closes desnecessários no belíssimo rosto de Theo James."
    O que acrescentar quando já disseram tudo?

    ResponderExcluir