16.7.16

CRÍTICA DO FILME: Caça-Fantasmas - 2016 (GHOSTBUSTERS)


LIVRE DE SPOILERS

Como lidar com um filme tão chato e tão sem graça quanto esse? Fui assistir na estreia animada,afinal como todo mundo "Ghostbusters" foi algo que embalou a minha infância, a icônica música não saia da minha cabeça desde que vi que o reboot iria sair.

O longa segue a mesma linha de história que já conhecemos, amigas que decidem começar a caçar fantasmas. As piadas são sem graça e de fácil dedução.

Vi muita gente reclamando por que trocaram os homens pelas mulheres e a falha do filme não está na escolha dos personagens mas, sim no roteiro preguiçoso e mal feito que colocaram nesse filme.

O framboesa de ouro vai adorar eleger esse filme como o pior do ano, por que fica dificil de imaginar algo pior do que ele.


Apesar dos efeitos a la trash mas, que funcionam bem nesse filme — por que soa como proposital sabe? não falta de verba. E apesar também de terem deixado alguns elementos do primeiro filme firme e forte o longa não me cativou.

Fiquei contando os minutos para o filme melhorar ou acabar de vez. Não dei risada, não me divertiu e me fez sair do cinema com raiva dos minutos que perdi.

A única coisa que conseguiu dar uma aliviada no clima ruim foi ver o personagem de Chris Hemsworth que apesar de péssimo e mal construído nos fazia ficar mais leve — foi bizarro ver o Chris que sempre é o macho alfa fazer um papel tão chinfrim.

A atuação das meninas foram ótimas o que estragou o filme foi o roteiro.

OBS: a única risada que eu dei foi o trocadilho com o Kevin (Chris Hemsworth) quando falaram que ele parecia um Deus nórdico (entenderam a referência?)

Eu não recomendo o filme.

2/5

Um comentário:

  1. Quando vi o trailer já achei que ia ser meio fraco, mas queria dar uma chance. Que bom que li seu post antes de assistir, hahaha

    ResponderExcluir