REVIEW: pretty little liars - 7x04 hit and run,run,run

15.7.16

ESSA POSTAGEM POSSUI SPOILERS DO EPISÓDIO

Me perdoem o atraso para postar a review prometo que na semana que vem isso não vai acontecer, se você está chegando no blog agora fique ciente que as reviews de PLL são postadas sempre na quarta-feira, viu?

Se você como eu é LOUCO POR PRETTY LITTLE LIARS, corre no site PLLBR.Com.br por lá você sempre vai ficar por dentro de tudo o que acontece na vida dos atores e na série.

No episódio da semana temos as liars tentando encobrir a morte de Elliot. Elas estão tentando pensar em todos os detalhes para não deixar nenhum rastro, mas será que irão conseguir quando cada uma delas está passando por um momento dificil até mesmo na vida pessoal sem relação com todo o drama da Ali?

Elas montam uma história — que até soa convincente — e dividem suas funções para que nada dê errado e consigam fingir que Elliot foi embora de Rosewood.


Uma das cenas que eu mais gostei foi quando o Caleb foi até a casa de Spencer para se desculpar com ela. Ele foi simplesmente tão fofo, como já comentei com vocês nas reviews anteriores sinto um amadurecimento no personagem desde que ele começou a ficar com a Spencer. Eu sempre achei Caleb frio e sem emoções, porém no episódio de hoje ele chorou e falou com tanto amor sobre o que sentia em relação a Spencer que não teve como não chorar junto,mas acho que a melhor parte foi a Hanna ouvir tudo — ela merecia!

O caso é que Spencer nem pode abrir a porta para o mocinho entrar por que estava se limpando e limpando os rastros da morte de Elliot. Então Caleb meio que ficou pensando que já era tarde demais para se desculpar. #POORCALEB

Mona ressurge na série como uma poderosa aliada e ajuda as liars em sua missão. Outro personagem que resurge é Jenna. Eu sempre odiei a Jenna, sempre a achei chata. Nunca entendi por que tanto furor em volta dela, nem por que todos os caras pareciam a amar tanto a ponto de fazer loucuras para lhe ajudar. Também nunca entendi as liars tendo tanto medo de alguém e por fim nunca entendi qual a real função dela na série além de nos distrair de quem é o real UberA/A.D e afins.


Toby descobre que Elliot não era Elliot em si. O rapaz em questão que conhecemos com Elliot na verdade só usava a identidade de Elliot mas, seu nome verdadeiro não era esse. Toby pede para as meninas guardarem segredo sobre esse fato por enquanto.

O episódio se encerra com a Mary Drake na cama de Ali dizendo que agora era ela quem estava no comando, já que Elliot sumiu.

Ainda não sabemos se apenas os dois estão nessa história de A.D ou UberA ou se temos um time igual nas temporadas anteriores.

Só acho que esse episódio conseguiu ser muito bom e nos trouxe exclarecimentos da noite que Charlotte morreu, já que pela primeira vez Ali disse o que aconteceu — a não ser que tudo que ela disse seja mentira claro! — Ali diz que contou para Charlotte sobre seu relacionamento com Elliot o que a deixou transtornada e a fez ir até a igreja, Ali a seguiu e lá elas discutiram e depois ela a deixou. Ali também disse que jamais teria coragem de matar sua irmã por quem ela lutou e cuidou por tantos anos.

Eu não consigo acreditar nisso de Ali boa moça ressentida e com medo. Acho que tem coisa ai. 

4/5

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário