Crítica do filme: Festa da Salsicha

6.10.16
Á convite da Sony Pictures a equipe já assistiu Festa da Salsicha

LIVRE DE SPOILERS

O filme nos mostra a vida dos alimentos que compramos no mercado. Eles acreditam que os humanos são Deuses e que quando escolhidos irão para o paraíso. Quando uma salsicha descobre a verdade —que os humanos na verdade cruelmente assassinam e comem os alimentos — ele tem a missão de convencer todos da descoberta.

O longa criado por Seth Rogen e Evan Goldberg (“É O Fim” e “A Entrevista”), como dizem os cartazes, NÃO é uma animação para crianças. As cenas são carregadas com palavrões e insinuações sexuais, quando não tem o sexo descaradamente transmitido. 


Com uma ideia autêntica e original a comedia poderia dar certo se não estivesse tão pesada e forçada, o que a transforma em nada mais que um besteirol americano

O ponto mais forte são as tentativas de incluir assuntos polêmicos. Vemos muitas críticas ao fanatismo religioso e ao costume de aceitar, muitas vezes, mitos como verdades. Porém essas não levam a nenhum lugar concreto e acabam aleatórias. O enredo não é bem trabalhado e tirando umas poucas sacadas, a produção não satisfaz.

Festa da Salsicha estreia 06 de outubro de 2016.

2,5/5

*se encontrar algum erro nessa postagem nos avise via e-mail: oidjeni@acidamentesensivel.com

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário