Descrição

Sejam bem vindas ao seu portal feminino de notícias sobre cinema, livros e cultura pop. Recheado de dicas de comportamento e cobertura de eventos, sempre de um jeito ácido porém sensível!

Facebook

Curta nossa página no Facebook

Twitter

Acompanhe o nosso Twitter

Youtube

Inscreva-se no nosso canal
Inscreva-se
23/11/2016

CRÍTICA DO FILME: JACK REACHER - SEM RETORNO


LIVRE DE SPOILERS

Continuação do sucesso Jack Reacher – O último Tiro, de 2013, Jack Reacher: Sem retorno traz de volta o astro Tom Cruise ao mundo do cinema de ação, com muita correria, brigas e perseguições incríveis. O diretor Edward Zwick, que já dirigiu Cruise em “O último samurai” cria cenas especificas para que o ator brilhe e tira dele mais uma fantástica atuação.

Na trama, Jack (Tom Cruise) continua seu legado como andarilho cumpridor da lei e se depara com uma rede criminosa dentro do exército americano, que assassina todos que se colocam em seu caminho. Pronto para ajudar uma das vítimas desta facção, a Major Susan Turner (Cobie Smulders), Jack parte para o ataque, não deixando nenhum inimigo de pé. No meio de toda esta confusão, ainda aparece uma suposta filha adolescente de Reacher, que tornará tudo ainda mais perigoso e difícil.


Tecnicamente, o filme é muito bem feito. As cenas de luta são extremamente bem coreografadas e os efeitos sonoros ajudam muito na imersão. Em compensação, a história e os personagens secundários deixam a desejar. Por vários momentos você não consegue acreditar no que vê na tela, como os tais incríveis assassinos que são extremamente bobos e inocentes em suas ações. Ou a própria adolescente, que alterna momentos de extremo brilhantismo com outros da mais absurda ingenuidade.

Jack Reacher: Sem Retorno é aquele filme despretensioso que você vai adorar assistir em um sábado a noite.

3/5

*Essa crítica foi escrita pelo Rogério Montanare do site Vitamina Nerd
Acessem: Vitamina Nerd

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário