28.12.16

Crítica do filme "Moana - Um Mar de Aventuras"


LIVRE DE SPOILERS

Depois do sucesso em 2014 com Frozen – Uma Aventura Congelante a Walt Disney Pictures apresenta Moana – Um Mar de Aventuras. A história é sobre Moana Waialiki (Auli’i Cravalho), a filha do Chefe Taui numa ilha da Polinésia, muito corajosa e que tenta entender quem é e qual seu lugar. Na trama Moana foi escolhida pelo oceano e tem a missão de encontrar um semideus chamado Maui (Dwayne Johnson) para juntos devolverem uma relíquia, o coração da deusa Te Fiti, para então conseguir a segurança de seu povo que está ameaçada pelo monstro de lava Te Ka. Porém, nessa jornada eles encontram muitos desafios que vão desde monstros até o próprio psicológico.

Primeiramente temos que falar sobre a protagonista. Sendo a primeira personagem de origem polinésia Moana traz grande representatividade com sua cultura. A Disney vem tentando desmistificar a imagem das princesas e isso fica muito claro pela falta de um par romântico, o que não fez falta na história, e quando a “princesa” e é associada a isso por usar saia e ter bichos de estimação se ofende com esse título e prefere ser chamada de “filha do Chefe”. Isso abre e novas portas pra que os filmes da Disney com protagonistas femininas possam ter uma história que interesse ao público, mas com uma ideia mais de independência e de aventuras, não sobre conseguir um relacionamento.

Outra personagem muito importante é a avó de Moana, Tala. Enquanto o chefe Taui não apoia que a filha navegue além dos recifes, a avó é a pessoa que dá suporte e mostra para a neta a origem de seu povo, o que é decisivo para o início de nossa aventura. Ela tem uma personalidade muito divertida, com uma sabedoria escondida e com um laço muito forte por Moana.


Maui, dublado pelo queridinho Dwayne Johnson, é o semideus que no início ficamos com um pé atrás com o fato dele parecer se importar apenas com ele mesmo, mas logo vemos que isso é fachada, que na verdade ele tem um bom coração. Seus padrões físicos são diferentes dos tradicionais desenhos da Disney (assim como os outros personagens) e isso foi muito discutido, mas a forma como ele foi desenhado só mostra mais sua força com seus traços e suas tatuagens.

As músicas estão sensacionais! Com certeza haverá o questionamento se elas consegue superar as de Frozen,, e a resposta é sim. Com ritmos animados, letras bem pensadas, as músicas complementam a história fazendo com que o público fique mais imerso na cultura a que estão sendo apresentados. O mérito vai para Lin-Manuel Miranda, Mark Mancina e o samoano Opetaia Foa'i. A única melodia que seguiu uma linha diferente e não agradou tanto foi a cantada pelo siri Tamatoa, mas ainda assim é uma sequência muito rica esteticamente.

Em alguns aspectos o filme se assemelha com a proposta do filme Valente, que não teve grande impacto. Porém dessa vez a chance de sucesso é maio por conta da trilha sonora que merece grande destaque e os momentos cômicos em maior número. Moana – Um Mar de Aventuras é um grande filme que mostra que cada vez mais garotas podem ser o que quiserem, não importa se elas preferem ser chamadas de princesas ou de filhas do Chefe.

A animação tem estreia marcada para 5 de janeiro de 2017.

4,5/5

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário