PRIMEIRAS IMPRESSÕES SERIADO "Big Little Lies" DA HBO

13.2.17

A HBO convidou nossa equipe para conferir em primeira mão o primeiro episódio de sua mais nova série.Protagonizada por Nicole Kidman, Shailene Woodley, e Reese Witherspoon, a série é o terceiro projeto de Reese como produtora executiva. Pra quem não sabe, Reese tem se aventurado como produtora de alguns projetos a fim de colocar personagens femininas como protagonistas. O primeiro projeto foi a compra dos direitos do livro “Garota Exemplar” que foi adaptado para o cinema por David Fincher. 

Depois a atriz comprou os direitos de “Livre” onde protagonizou a adaptação cinematográfica e passou a direção para Jean Marc-Vallé. Big Little Lies é a segunda parceria de Reese Witherspoon e Jean Marc-Vallé e a terceira vez da atriz como produtora executiva. O veterano David E. Kelley que já trabalhou em séries premiadas como Goliath e The Practice também faz parte da minissérie, dessa vez como seu criador.

LIVRE DE SPOILERS

Dou toda a liberdade do mundo para vocês ficarem ansiosos por Big Little Lies, porque a série é realmente muito boa. Mesmo com apenas um episódio, já dá pra ter uma noção de que já está tudo muito bem encaixado para se tornar um grande sucesso de crítica e audiência.

O drama é ambientado no subúrbio de Monterrey na California e acompanha o dia-a-dia de um grupo de donas de casa e suas relações com seus vizinhos da alta sociedade e com suas respectivas famílias. A série inicia com flashbacks de um assassinato que ocorreu em uma festa a fantasia onde todo o bairro comparece. A partir do incidente, é iniciado o mistério que permeia o seriado.

Em sua essência, nada de novo está em Big Little Lies: mães suburbanas brancas vivendo suas vidas limitadas como donas de casa. Porém, reduzir as personagens a um mero estereótipo é realmente desrespeitoso uma vez que o seriado é lindo de se ver e facilmente apaixonante. Jean Marc-Vallé sabe o que está fazendo quando assume a direção da série. Li um artigo da Variety escrito por Sonia Saraiya onde a jornalista faz uma importante observação: todas as personagens da série estão cercadas por paredes de vidro. 


Seja nos carros ou em suas casas luxuosas de vista direta ao mar, essas janelas transparentes e enormes representam a fragilidade dessa alta sociedade fundamentada em aparências e mentiras. Todas ali parecem mães dedicadas aos seus filhos e “exemplos” perfeitamente tradicionais de mulheres dondocas. Mas as personagens são muito mais que isso. Determinadas e cheias de opinião, cada uma possui uma história única que irá se desenrolar ao longo dos sete episódios.

Se o foco do primeiro episódio era instigar para continuar assistindo o resto, a produção atingiu sua meta. O mistério ali colocado e maneira como ele foi instigado, dão a série um ar bem sombrio, apesar de suas cenografias serem predominantemente repletas de cores claras e leves. Reese Witherspoon está perfeita no papel de uma mulher cínica e ao mesmo tempo decepcionada com o rumo que sua vida está levando. Sua personagem é misteriosa e ao mesmo tempo cômica dando um ar pesado à série, apesar de sua aparência leve e pura. Essa complexidade e ambiguidade da personagem são lindos de se ver e só uma atriz com o talento de Reese poderia captar tantas emoções . Nicole Kidman por sua vez está boa como sempre, mas o primeiro episódio não lhe deu oportunidade para mostrar seu verdadeiro talento. Mas mesmo assim, os pequenos olhares e as caras e bocas da personagem de Kidman são instigantes e aumentam ainda mais a ansiedade para conhecermos a profundidade da personagem que ela está encarnando. Já Shailene Woodley mostrou que tem peso para ser uma atriz bem renomada. Encarando o papel da mãe mais jovem e humilde do grupo, Woodley mostra um talento e uma segurança bem grande para atuar ao lado de grandes nomes da atuação.

Big Little Lies é uma série instigante por seus visuais maravilhosos colocados de maneira estratégica em cenas que condizem com os sentimentos de suas personagens. O jogo de câmeras e a montagem final também compõe o ar misterioso do seriado, confundindo o espectador entre flashbacks, vida real e alucinações. A ambiguidade de tudo que está sendo abordado e questionado também é um dos seus vários pontos positivos. 

Laura Dern e Alexander Skarsgard também compõe o elenco. A série estreia na HBO dia 19 de fevereiro.

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário