Descrição

Sejam bem vindas ao seu portal feminino de notícias sobre cinema, livros e cultura pop. Recheado de dicas de comportamento e cobertura de eventos, sempre de um jeito ácido porém sensível!

Facebook

Curta nossa página no Facebook

Twitter

Acompanhe o nosso Twitter

Youtube

Inscreva-se no nosso canal
Inscreva-se
11/03/2017

CRÍTICA DO FILME 'A BELA E A FERA'


Uma das perguntas que mais estava na cabeça de todo o público quando foi anunciado o live-action de "A Bela e a Fera' era: será que vale a pena pagar pra ver uma história que já conhecemos? 

Depois de conferir em primeira mão devo responder que: Sim. A história é basicamente o que a gente conhece, uma jovem inocente e sonhadora, que vive no mundo dos livros e é considerada estranha por todos moradores de seu pequeno vilarejo, porém a vida de Bela tem uma reviravolta quando seu pai é mantido preso por uma Fera que vive em um castelo após o mesmo tentar roubar uma rosa para ela.

Bela descobre então que a tão temida Fera na verdade é um príncipe que foi amaldiçoado por ser egoísta e só dar valor para as aparências. 

O principal diferencial do live-action na verdade é a profundidade que ele dá para os personagens já conhecidos. Nele a gente consegue entender e descobrir muito mais sobre a personalidade de cada um e suas motivações pessoais, coisas que eram bem rasas na versão animada.

O live-action também conta com mudanças sutis na personalidade de Bela que dessa vez não parece mais uma moçoila insegura que sonha demais e mal sabe tomar conta de si mesma, como a própria Emma Watson já havia mencionado em entrevistas ela deu um toque 'feminista' a personagem que apesar de sutil causa um grande efeito na história.


A atuação de Dan Steves agrada como Fera, mas seu principal destaque é justamente personificado como o monstro do que como príncipe. Emma Watson consegue conquistar e convencer como Bela logo nos primeiros minutos do longa e sua atuação vai com certeza agradar aos fãs do clássico que estavam receosos com a escolha.

Outro destaque é Josh Gad como LeFou o melhor amigo de Gaston (Luke Evans) um personagem caricata e engraçado que dá o tom cômico certo para a história.

Apesar de todo furor gerado por ele ser o 'primeiro' personagem assumidamente gay da história da Disney devemos adiantar que ele não surpreende nesse quesito. Quase não dá para perceber que ele tem algum interesse amoroso por Gaston e menos ainda a sua opção sexual, durante toda a trama ele mais parece um amigo dedicado do que alguém que esta apaixonado por Gaston.

"A Bela e a Fera" tem tudo que um musical precisa para ser maravilhoso, tem boas músicas, bons atores, bons efeitos, excelentes figurinos, uma ótima paleta de cores e canções que são marcantes e emocionante.

É praticamente impossível sair da sala sem se emocionar e sem dar boas risadas.

5/5

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário