6.6.17

Review: Shadowhunters 2x11 "Mea Maxima Culpa"


Depois de uma pausa voltaram os episódios da segunda temporada de "Shadowhunters" da Netflix. Aqui deixaremos nossas impressões sobre essa nova fase da série.

POSSUI SPOILERS DO EPISÓDIO

No episódio "Mea Maxima culpa" tando shadowhunters quanto membros do submundo estão tentando se ajustar a realidade após o final da 2A. Começamos com a dupla Jace e Alec treinando e conversando sobre o fato do primeiro não ser irmão de Clary. Ele vive o dilema de contar a ela ou não, já que a garota parece finalmente ter encontrado um estado de calma em sua vida depois de perder a mãe.

Em contrapartida o casal Clary e Simon tem vivido em harmonia. O vampiro adquiriu a capacidade de andar a luz do dia sem ameaçar sua existência, assim ele pode recobrar suas atividades normais. Com isso haverá muita inveja entre os membros do submundo, principalmente Raphael.

Após ser aprisionado Valentim sofre na mão na Inquisidora Herondale que quer saber o paradeiro do Cálice Mortal. O vilão pela primeira vez na série está em uma condição submissa, mas ele não revela nada de seus planos porque sabe que só está vivo graças a isso. Durante a sessão de tortura vemos a visão do verdadeiro filho do vilão dentro de um pentagrama em chamas, reascendendo o mistério sobre o verdadeiro irmão de Clary.

O Cálice não é apenas um artefato de interesse da Clave. Na verdade, um novo personagem é introduzido e demonstra grande interesse por ele. Ainda durante o episódio descobrimos que ele é um Demônio Maior, Azazel, o Príncipe do Inferno. A razão de sua procura não é exposta no início, mas ele deixa claro que não se incomoda em acabar com a vida de quem se meter no caminho.


Luke perdeu muitos de sua matilha e os que restaram agora não confiam mais no líder. Apesar de Maia manter-se ao seu lado, alguns desafiam sua autoridade e chegam a abandoná-lo. Entretanto, o detetive não parece estar tão preocupado e já providenciou novos membros, o que pode significar a chegada de um importante personagem para a única que o está apoiando. Em seu trabalho na polícia ele ganhou uma nova parceira que parece bem desconfiada.

Como acompanhamos da primeira fase da temporada, Izzy tornou-se do "yin-fen" e tenta conseguir mais dele com Raphael. O vampiro se recusa pois diz que preocupa-se com a moça e ela resolve ir a outra toca para consegui-lo. Fraca e totalmente desesperada, ela tem um encontro com Azazel que poderia terminar de uma péssima forma, mas então um novo shadowhunter (muito esperado por quem já conhece os livros) a salva, Sebastian.

Alec descobre sobre o encontro da irmã com Azazel e pede ajuda a Magnus pois eles imaginam que o demônio está com a garota. Entretanto, ela está com Sebastian que conta um pouco de sua história e a ajuda com um medicamento para administrar sua dependência. Pelo julgamento errado, eles decidem confrontar Valentim sobre seu envolvimento na situação e com isso o vilão força Jace a contar a amada que não são irmãos.

Pensando no bem de Izzy eles resolvem invocar Azazel e oferecer Valentim em troca, já que ele sabe o paradeiro do Cálice Mortal. Depois Clary usaria sua runa de luz solar para destruir o demônio, mas não foi isso que aconteceu. Após desmentir o fato de estar com a shadowhunter, a runa não funciona e ele quebra a barreira mágica que Magnus tinha criado durante a invocação. Criando um tormento mental a todos presentes ele se aproxima para dar um "presente" a mente de Valentine, então Jace vê Clary sofrendo e consegue ativar uma runa mesmo sem sua estela e vai para o combate. Apesar na iniciativa do shadowhunter Azazel escapa.


O episódio termina com Izzy dizendo ao irmão que está bem, mas que ficará afastada por um tempo até se recuperar com seu acompanhante que parece guardar mistérios. Jace e Clary colocam os ressentimentos de lado e tentam, mesmo confusos, demonstrar apoio um ao outro. Magnus, que saiu atormentado da invocação nos dá uma última frase ao olhar para as mãos: feiticeiro nojento. O que isso quer dizer?

Após a primeira fase dessa temporada dar o tom da série nessa segunda fase a história parece finalmente ter começado. Os personagens finalmente se encaixaram, os vilões estão mais bem construídos, as atuações estão mais profundas e não dão mais calafrios ruins a cada fala. A trilha sonora continua impecável e fazendo com que você queira baixar todas as músicas dos episódios, as dinâmicas de luta estão melhores, mas os efeitos ainda incomodam, principalmente com o uso do "croma key". Pros fãs do filme aconselho o desapego porque grandes alterações estão sendo feitas, mas isso não é necessariamente ruim.

A segunda temporada contará com 20 episódios que estarão disponíveis toda terça-feira no Netflix.

4/5

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário