31.7.17

REVIEW: GAME OF THRONES - 7X03 THE QUEEN'S JUSTICE


O gelo e o fogo finalmente estão juntos nesse episódio, mas a combinação será perfeita? Euron conseguirá presentear a Rainha Cersei? Essas dúvidas serão respondidas nessa review.

POSSUI SPOILERS DO EPISÓDIO

Jon Snow chega a Pedra do Dragão e lá reencontra Tyrion, com quem esteve pela última vez na Muralha (na primeira temporada, lembram?). São recepcionados também por Missandei, pelos dothrakis, que recolhem as armas e o barco dos nortenhos, e pelos três dragões da Rainha Targaryen. Melissandre, no entanto, mantém distância pois sabe que sua relação com o Rei do Norte não é nada amigável e pretende partir em breve para Volantis.

Ao encontrar a Mãe dos Dragões, sua conselheira a apresenta com todos os seus nomes e títulos e então Sor Davos apresenta seu rei como "Esse é Jon Snow". Temos aí uma clara discrepância pois enquanto Daenerys tem seu poder assegurado graças a sua família, Jon é apenas um bastardo (pelo menos é o que eles pensam...). Enquanto ela exige a lealdade do Norte durante a guerra pelo Trono de Ferro, ele apenas quer o apoio na luta contra o Exército dos Mortos. Depois de uma longa discussão, ambos acabam sem entender o ponto do outro e Daenerys recebe a notícia sobre o ataque de Euron Greyjoy aos homens de ferro que lhe apoiavam.

Apesar de Theon ter escapado e ter sido resgatado, sua irmã, Ellaria e a filha estão em King's Landing. São oferecidas por Euron Greyjoy como um presente e prova de sua lealdade a Coroa. Cersei promete que concederá seu desejo de casamento quando a guerra acabar, até lá contará ele como líder da frota naval e Jaime a frente do exército. O Greyjoy não poupa Jaime de suas provocações quanto a ter relações com Cersei, mas o Lannister se controla pois sabe da necessidade temporária dele.

Se tem uma pessoa que sabe se vingar é Cersei Lannister. Agora com Ellaria Sand em suas mãos ela não poupou detalhes ao relembrar a morte de Oberyn Martell. Também ressaltou a crueldade da dornesa ao envenenar a inocente Myrcella que nem pode chegar a King's Landing viva. Dessa forma, ela usa do mesmo veneno, "Longo Adeus", ao beijar Tyene. Ela não mata a amante do Príncipe Oberyn pois quer que ela veja a filha apodrecer até o fim. A Rainha não vê os limites de seus poderes com sua última conquista e não liga mais que as pessoas saibam sobre seu romance com o irmão.
 
Uma guerra não é ganha apenas com lutas, mas também com ouro. Um representante do Banco de Ferro vem de Bravos para cobrar as dívidas da Coroa e da Casa Lannister. Cersei o lembra que os lannisters sempre pagam suas dívidas e pede um prazo de quinze dias para ressarcir o Banco. Dessa forma ela pretende garantir o apoio financeiro.

Tyrion e Jon têm uma conversa muito sincera sobre seus objetivos. O anão sabe que Daenerys é vista como forasteira, mas tem grande fé nela, e quer que o Rei do Norte veja isso também. Entretanto, a Rainha não seguirá um desconhecido em uma guerra contra uma possível lenda, e Tyrion propõe um acordo mais viável.

A Pedra do Dragão possui vidro de dragão, muito importante na fabricação de armas contra o Exército dos Mortos. Tyrion sugere que Daenerys permita a extração desse material para demonstrar aos nortenhos que ela se importa com sua causa. A Mãe dos Dragões acata o conselho e informa ao próprio Rei do Norte sobre sua decisão, assim deixa uma abertura para uma futura aliança.

Em Winterfell, Sansa permanece responsável por toda a administração do local. Lorde Baelish, mesmo depois de diversos insultos, permanece ao lado da garota e a aconselha. Ele a lembra de Cersei e ressalta que ela não deve apenas focar em uma guerra, todos os lados devem ser observados e temidos para que não haja surpresas.

  
Para quebrar esse clima, Brann retorna a sua casa e cumprimenta a irmã de forma muito contida,o personagem se mostra muito focado em seu papel como Corvo de Três Olhos. Ele fala das coisas que aconteceram ao sul da Muralha sem dar grande importância diante do perigo que viu com o Exército dos Mortos, mesmo em situações como o estupro sofrido pela irmã mais velha. Isso choca Sansa e reabre uma ferida recente.

Milagres acontecem, mesmo em Game of Thrones. Jorah se recupera de sua infecção e o arquimeistre Marwyn sugere que isso só foi possível diante de tratamento, mas o cavaleiro recusa. Agradecido, Jorah despede-se de Sam e decide ir até Daenerys. O aprendiz vai até a sala de Marwyn e confessa seu envolvimento no tratamento de escamagris. O arquimestre o congratula Sam por seu sucesso no procedimento, mas não oferece nenhuma recompensa, já que ele desafiou ordens.

Chegou a hora dos Imaculados invadirem Casterly Rock e para isso Tyrion montou uma estratégia. Consciente de que seu pai construiu os muros de forma impenetrável, ele explorou a alternativa de usar os esgotos. Por uma gruta do mar parte do exército teve o acesso subterrâneo e pode atacar de dentro para fora. Fácil? Até demais. Euron usou sua frota para atacar os navios dos Imaculados e assim eles ficam sem ter como se deslocar pelo mar. E o grande exército Lannister que eles esperavam encontrar?      

Jaime lidera o exército para o ataque do Jardim de Cima, sede da Casa Tyrell. Apesar de Casterly Rock ter valores sentimentais para Jaime, esperar os Imaculados lá não era uma boa ideia. Então, ele utiliza da mesma tática de Robb Stark na Batalha do Ramo Verde.

A última Tyrell viva, Olenna, espera calmamente seu destino em uma sala silenciosa. Jaime a encontra e não tem pressa já que obteve a vitória sem grande dificuldade. Olenna fala da irregularidade de seus atos por sua família, mas não consegue compará-los as monstruosidades de Cersei. Jaime, no entanto, acredita que os atos da amada tem um fim e mostra o quanto ele já perdeu o controle de seu sentimento.

A matriarca Tyrell sabe que deve morrer. Enquanto a rainha gostaria de executar planos que incluíam tortura e decaptação, Jaime a aconselhou por seguir uma linha mais pacífica. Ele deposita um frasco de veneno no vinho e serve a Olenna, que questiona se sentirá algum sofrimento. Após a negativa do cavaleiro, a distinta senhora dá sua última cartada e confessa sua preocupação com venenos desde que viu o que fez com Joffrey. Ao perceber a reação surpresa de Jaime, a ultima Tyrell pede que a verdade seja contada a Cersei e assim pode ter sua última vingança.

O terceiro episódio da sétima temporada não poderia ter um título melhor do que "A Justiça da Rainha". Lena Headey presenteou a audiência com uma faceta mais "feroz" do que estamos acostumados e colocou os lannisters no topo novamente. Isso tirou totalmente o brilho do encontro entre Jon Snow e Daenerys Targaryen que todos esperavam. O ritmo foi muito semelhante ao episódio anterior e teve um desfecho com uma maravilhosa cena de Diana Rigg, que se despede da série, mas sem nada novo para o público.

O diretor de fotografia Robert McLachlan, também responsável pela produção de alguns episódios, divulgou que o quarto episódio será épico. Enquanto isso, o quinto (o favorito do diretor) conta com cenas aguardadas por muito tempo. O que isso quer dizer? Mais lutas? Reencontros? Fique de olho nas reviews do Acidamente Sensível para saber.


Nota: 4/5

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário