CRÍTICA DO FILME 'UMA FAMÍLIA FELIZ'

15.8.17

A atrapalhada Emma é uma mãe atarefada, as coisas não estão indo bem em casa. Na tentativa de melhorar o convívio da família Wishbone, ela os leva a uma festa a fantasia, no entanto, as coisas não saem como planejado, e tudo só piora quando uma bruxa transforma a família inteira em monstros.

LIVRE DE SPOILERS

Uma família feliz é uma animação despretensiosa e agradável, porém sem brilho. A trama é simples, não é mal executada, mas acaba sendo simplória demais, não tendo grandes atrativos. A história clichê demora a empolgar, fazendo com que a previsibilidade estrague parte da experiência do espectador, principalmente se for alguém mais velho. 

Desde os primeiros momentos do filme é possível decifrar o resto da trama inteira, eu sei que estamos falando de uma animação, mas conhecemos outras obras do gênero que fogem das temáticas batidas e que buscam falar com todos os públicos, não é porque se trata de uma animação que devemos esperar algo fraco. Para as crianças, o roteiro simples não é incômodo, mas para os pais pode ser enfadonho. 

Porém há coisas boas, a dublagem brasileira, por exemplo, é bem feita, as vozes combinam e se encaixam com os personagens. Os diálogos são bem traduzidos e a atriz Juliana Paes faz um ótimo trabalho como a protagonista Emma. O restante do elenco, principalmente o vilão Drácula, que tem bastante presença, também agrada.


Alguns personagens se destacam, Emma e o pequeno Max são os mais interessantes e carismáticos. Max é fofo, inteligente e conquista com facilidade, Emma é a típica mãe que trabalha muito para manter a família unida, mas que nunca tem seu esforço reconhecido. Já Fay é um clichê adolescente, são poucos os momentos em que a menina não irrita, e Frank, o pai da família, é um pouco bobo e acaba tendo limitados bons momentos.

A caracterização e o design dos personagens são bonitos, apesar de não ser totalmente original, lembrando obras como Hotel Transilvânia, o visual agrada bastante, passando uma sensação gostosa.

A animação traz uma mensagem bonitinha sobre família, e como devemos gostar de nós mesmos por quem somos, ignorando os comentários da sociedade. No entanto, tem como base uma fórmula repetida que não traz nada de novo.

Pode até ser divertido para ver com os filhos, irmãos ou aquele priminho que você adora, mas infelizmente não é nada memorável, na verdade é bastante esquecível.

Distribuída pela Paris Filmes, a animação chega aos cinemas dia 17 de agosto.

3/5

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário