REVIEW: GAME OF THRONES - 7X07 THE DRAGON AND THE WOLF (SEASON FINALE)

28.8.17

O inverno chegou para Westeros e a única forma de todos sobreviverem é se eles se unirem.

Chegou o dia do encontro dos líderes do Westeros. Apesar da trégua, Lannisters estão a postos para caso algo corra errado. Imaculados, dothrakis e o white walter capturado são trazidos por Tyrion e os aliados de Daenerys, mas a rainha não os acompanha. Bronn guia os convidados até o local de audiência e nesse momento temos vários reencontros: Tyrion com Podrick, Brienne com Sandor, Tyrion com Bronn. Apesar desse belo momento digno de final de novela, a realidade bate a porta de todos.

CONTÉM SPOILERS
Cersei chega ao encontro acompanhada por seu irmão e Euron Greyjoy e logo percebe que Daenerys não está presente. A hostilidade é clara e se intensifica com o encontro dos irmãos Clegane, principalmente Sandor dizer que a Montanha que alguém está vindo por ele. A Mãe dos Dragões chega montando Drogon em uma cena majestosa e inspiradora. Depois de Cersei reclamar do atraso, Tyrion dá início a reunião, mesmo com as ridículas interrupções de Euron.

O Mão ressalta que todos os presentes têm um motivo pra se odiarem mas, diante de um problema maior, isso deve ser ignorado. Jon acrescenta que com isso não pretendem selar uma vida harmônica, mas apenas a sobrevivência diante do Exército dos Mortos. Assim como esperado, Cersei não acredita e Sandor traz uma caixa. De dentro dela sai o white walker, que parte em diração a rainha Lannister, mas ele é impedido. Jon usa o fogo e o vidro de dragão para demonstrar como eles podem ser destruídos e reforça que apenas a grande guerra importa e ela chegou.

Daenerys conta sobre sua experiência pessoal e como apenas acreditou quando viu o exército. Euron anuncia seu retorno para as Ilhas de Ferro, já que acredita que lá ficará seguro. A Coroa aceita a trégua na guerra, mas em troca o Rei do Norte deve se manter imparcial e em seu território. Jon disse que isso não seria possível pois já tinha jurado lealdade à Rainha Targaryen, o que faz Cersei recusar o acordo e abandonar o local. Brienne, que representa Sansa Stark, aproveita de sua amizade com Jaime para que ele fale com a irmã. 

Todos falam a Jon como sua sinceridade pode ter custado a guerra, mas ele se mantém certo de que ser honesto era necessário. Tyrion decide falar com a irmã pois vê nisso a única forma de conquistar seu apoio, mesmo que nem Jaime tenha tido sucesso. Cersei o culpa imensamente pela queda dos Lannisters, mesmo assim ela não consegue dar a ordem para matá-lo. A rainha conta que ao ver a criatura vir em sua direção apenas pensou em proteger quem ama e, depois de ver a irmã colocar a mão na barriga, Tyrion percebe que Cersei está grávida.

Todos esperam o retorno de Tyrion, enquanto isso Daenerys diz a Jon que respeita sua lealdade. Ela lembra que eles estão em um local onde os dragões foram aprisionados e definharam, assim como sua Casa. Mas Jon vê nela uma oportunidade para os Targaryen, mesmo que ela acredite que não pode gerar filhos depois do que uma bruxa lhe disse. Tyrion retorna e Cersei o segue. A rainha Lannister anuncia que os seus soldados não ficarão em King's Landing como queriam, eles irão ao Norte lutar na grande guerra.

Sansa recebe carta sobre o juramento de lealdade de Jon a Daenerys. Lorde Baelish aponta um futuro casamento como fruto dessa aliança, o que pode ameaçar o papel da Lady de Winterfell. Ela sabe que não pode agir já que a Arya se voltaria contra ela, mesmo sendo de sua própria família. Depois de um jogo mental de "Mindinho", Sansa chega a conclusão de que Arya voltou a Winterfell para matá-la pela traição ao pai e assumir o lugar de Lady de Winterfeel.
                                   
De volta à Pedra do Dragão, é feito o planejamento de avanço das tropas ao Norte. Daenerys pretende acompanhar Jon, mas Jorah a lembra que os nortistas têm muitos ressentimentos com sua família. Entretanto, o Rei do Norte reforça que sua presença é necessária para que a parceria entre eles seja visto com bons olhos. Daenerys pondera, mas ouve Jon, mesmo que isso deixe Jorah incomodado. 

Theon questiona Jon sobre sua posição diante de Cersei, já que ele arriscou tudo pela honestidade. Apesar de tudo que aconteceu, Jon lembra o Eddard Stark foi um verdadeiro pai para o Theon. O Rei de Norte o perdoa pelas coisas que se referem a ele e dá uma nova perspectiva ao Greyjoy. Com sua irmã sob a posse de Euron, Theon convoca os antigos homens de Yara para salvá-la. 

  
Por não ser uma referência de coragem, ele é questionado e vai para um combate físico com um dos homens de ferro. Ao ser atacado na região dos órgãos sexuais nada acontece pela inexistência deles e, o que sempre foi visto como sua fraqueza, se torna uma vantagem e ele vence. Isso inspira dos homens a segui-lo para salvarem Yara. Theon Greyjoy finalmente começa seu caminho de redenção.

Em Winterfell, Sansa convoca Arya ao grande salão. Na presença de Bran, Lorde Baelish e dos Cavaleiros do Vale, a Lady de Winterfell faz acusações de traição e homicídio. Diferente do que era esperado, a responsabilidade desses atos não foi dirigida a garota Stark, mas a Lorde Baelish. Ele tenta alegar inocência, mas Bran atesta veracidade dos fatos por conta de suas visões. Depois receber agradecimento pelas lições que ele ofereceu ao longo dos anos colocando famílias contra famílias, ele tem o fim que merece pelas mãos de Arya. Adeus, Lorde Baelish. Foi um alívio descobrir que as irmãs Starks deixaram suas diferenças para trás e estão mais unidas que nunca.

Jaime planeja com os lordes como será o avanço das tropas na expedição pelo Norte, mas Cersei o interrompe pois não pretende manter sua palavra de ajudar na grande guerra. Jaime quer manter sua promessa pois sabe que é uma situação de vida ou morte. Cersei apenas consegue pensar em estratégias que pode usar contra Daenerys como o uso dos mercenários de Essos, que serão trazidos por Euron (sim, ele fez uma cena falsa como covarde). Cersei ameaça a vida de Jaime caso ele parta, mas ele não acredita que seria capaz e a deixa sozinha pois discorda de seus planos. O inverno chegou a King's Landing.

Após desistir de ser um meinstre, Sam vai até Winterfeel. Lá reencontra Bran que lhe conta sobre sua identidade como Corvo de Três Olhos. Como conhece a amizade de Tarly por Jon, ele confidencia informações sobre o Rei do Norte. Sam acrescenta o que sabe sobre o casamento de Rhaegar e Lyanna e Bran tem uma visão sobre esse dia. O que Robert Batheon sempre disse era uma mentira. Rhaegar e Lyanna se casaram porque se amavam. Jon Snow é o verdadeiro herdeiro do Trono de Ferro e seu verdadeiro nome é Aegon Targaryen. Simultaneamente, o público assiste a uma cena de amor entre Daenerys e seu sobrinho, coisa que machuca Tyrion e deixa uma pulga atrás da orelha sobre sua lealdade. 

Após o sucesso do plano, Arya e Sansa têm uma conversa. Elas trocam elogios e reconhecem os desafios que cada uma passou. Essa cena deixa claro que o que costumávamos ver de rixas entre mulheres por serem diferentes não será mais encorajado. Pela família e pela sobrevivência deve-se lembrar que no inverno o lobo solitário morre, mas a matilha sobrevive.

O Corvo de Três Olhos usa seu poder para visualizar a Muralha. Lá Tormund, junto de selvagens e Patrulheiros da Noite, observam a chegada do exército dos mortos. A parte inesperada é a chegada do Rei da Noite nas costas de Viserion. O dragão solta um poderoso fogo azul e em poucos minutos destrói a Muralha. Situação atual: o exército dos mortos chegou em Winterfell.

As maiores frustrações da sétima temporada foram Euron Greyjoy, que prometeu ser tão icônico como Joffrey ou Ramsay, mas por enquanto não teve seu momento de destaque, e a queda na qualidade da produção como um todo. Apesar disso, essa season finale compensou tudo o que essa temporada não conseguiu efetivamente evoluir: os personagens se posicionaram quanto a grande guerra, verdades estão aparecendo e a oitava temporada promete ser trágica. Ainda não há data confirmada para lançamento, mas uma coisa é certa: o inverno é escuro e cheio de terrores.

4,5/5 

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário