30.11.17

CRÍTICA DO FILME 'ASSASSINATO NO EXPRESSO DO ORIENTE'


NÃO POSSUI SPOILERS

Em Assassinato no Expresso do Oriente, baseado no livro homônimo de Agatha Christie, o detetive Hercule Poirot (Kenneth Branagh) embarca de última hora no trem Expresso do Oriente, graças à amizade que possui com Bouc (Tom Bateman), que coordena a viagem. Já a bordo, ele conhece os demais passageiros e resiste à insistente aproximação de Edward Ratchett (Johnny Depp), que deseja contratá-lo para ser seu segurança particular. Na noite seguinte, Ratchett é morto em seu vagão. Com a viagem momentaneamente interrompida devido a uma nevasca que fez com que o trem descarrilhasse, Bouc convence Poirot para que use suas habilidades dedutivas de forma a desvendar o crime cometido. 

O elenco do longa é recheado de grandes nomes, como Johnny Depp, Josh Gad, Derek Jacobi, Penélope Cruz, Willem Dafoe, Daisy Ridley e Judi Dench. A abordagem direta com que os personagens foram retratados impediu momentos de destaque para a maioria das interpretações. Entretanto, Kenneth Branagh, também diretor do longa, construiu um detetive excêntrico e cativante. 

Sempre acostumado com os extremos do mundo, é interessante ver como ele lida com um crime onde tudo parece fora dos eixos e, mais tarde descobrimos, não pode ser tratado de uma forma prática. Michelle Pfeiffer também conseguiu se sobressair com uma personagem que aparentava ser simples mas, com a evolução do longa,  mostrou uma obscuridade. 


A fotografia do filme comporta-se como um elemento de apoio, com cores azuladas e frias nos momentos de investigação. Branagh mostra a cenas de ângulos pouco comuns, o que cria uma estranheza e uma curiosidade sobre os detalhes do crime. O CGI é utilizado em poucos momentos e cumpre seu papel de forma belíssima e satisfatória. Por fim, as caracterizações dos personagens expressam de forma intencional e exagerada suas personalidades. 

Apesar de ser uma ótima escolha para o entretenimento, o longa deixa a desejar ao criar um clima de suspense ao se manter superficial em alguns aspectos. Mas em época de blockbusters é bom ver o filme onde o maior destaque são os diálogos, não a grandiosidade dos efeitos. Com uma sequência já confirmada pelo estúdio, o detetive Poirot nos trará muitos mistérios ao longo dos anos.

Nota: 3,5/5
Distribuição: Fox Film
Lançamento: 30/11/2017

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário