15.11.17

CRÍTICA DO FILME 'LIGA DA JUSTIÇA' (JUSTICE LEAGUE)


Liga da Justiça chega aos cinemas no próximo dia 16, com exceção de algumas cidades que receberam pré estreia paga hoje (15). A Warner Bros. Pictures (DC) nos convidou para conferir o filme.

LIVRE DE SPOILERS

Após seus últimos filmes de heróis terem dividido opiniões, a DC veio com Liga da justiça com a missão de ser o filme divisor de águas, aquele que faria com que todo mundo finalmente se rendesse aos seus 'encantos'.

Com várias mudanças na hora de produzir o filme e uma delas inclusive até em seu tom, a expectativa para o mesmo não poderia ter sido maior. Mas, será que eles conseguiram salvar seu universo cinematográfico ou pelo menos conseguir manter o sucesso de Mulher-Maravilha?

Liga da Justiça traz o início da legião de heróis da DC. Batman chega a conclusão que não iria conseguir salvar o mundo sozinho, ainda mais após a morte de Superman, por isso começa a recrutar as pessoas mais indicadas para esse trabalho que ele conhece.

Um dos pontos altos do filme é o entrosamento entre os personagens que conseguiu ser extremamente bem feito e ser forçar nada, eles realmente vão construindo sua relação no decorrer da trama, sem pressa. Outro ponto muito importante do filme é o fato da história ter tido um ritmo excelente, dando boas doses de ação e efeitos bem competentes (bem diferente dos anteriores).



O principal 'medo' de todos os fãs da DC era o fato desse ser um dos filmes mais leves da empresa, e a introdução de 'piadinhas' poderia fazer a qualidade do filme cair ou não ser um filme que a gente espera ao se tratar de 'DC' mas, Liga da Justiça conseguiu encontrar o equilíbrio perfeito entre o ar sombrio que é sua marca registrada e as piadas que foram introduzidas de forma natural e que conseguem divertir sem tirar a importância da história e o drama do filme.

Apesar de ser um longa que contou com a introdução de vários personagens novos, o mesmo conseguiu manter sua qualidade e introduzi-los de forma coerente.

Ben Affleck, Jason Momoa, Ezra Miller, Gal Gadot e Ray Fisher demonstraram muita química e desenvoltura no filme, todos entregaram uma atuação convincente e fizeram jus aos personagens icônicos que estavam representando. 


O Ciborgue de Ray Fisher entre todos era o que mais causava certa preocupação, afinal os trailers não conseguiram trazer o seu melhor. Foi uma grata surpresa perceber que estava errada.

Diferente de BvS, Liga da Justiça tem um roteiro que satisfaz e não deixa lacunas, a todo momento a gente sabe o que está acontecendo e porque está acontecendo, traz também uma personalidade tão profunda e incrível aos personagens que conseguimos sentir certa empatia até pelo vilão.

O único ponto negativo do filme são algumas falhas nos efeitos que podem incomodar o espectador mais atento, mas que quase conseguem se passar despercebidas, e que de qualquer forma não estragam a experiência.

Vale o ingresso e com certeza vai conseguir te surpreender de forma positiva.

OBS: O filme conta com DUAS cenas extras que são exibidas após os créditos. Caso você queira saber spoiler sobre quais são, acesse aqui.

4,5/5

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário