Pesquisar este blog

Slide

"A forma da água" traz um romance improvável | Resenha do livro


A ideia do livro surgiu antes do filme ser lançado nos cinemas, porém o livro só foi publicado após o lançamento do filme em parceria com o diretor Guillermo Del Toro, Daniel Kraus colocou no papel sua história que o mesmo começou a imaginar quando tinha 15 anos de idade.

Livro e filme foram escritos separadamente um do outro, e oferecem experiências bastante diferentes

Comentou o próprio Daniel Kraus em entrevista para o site UOL.

Para quem ainda não conhece a história ela se passa em Baltimore, após a guerra fria um centro de pesquisa espacial recebe um anfíbio bem diferente dos outros, afinal ele tinha uma aparência quase humana e chegava até ser considerado um  Deus pela tribo onde ele vivia.

Enquanto os cientistas o usavam para pesquisas, uma das faxineiras do centro de pesquisa a mulher inocente e muda Eliza, acaba se apaixonando por ele.


"A forma da água" traz um romance improvável meio a "A bela e a Fera" por trazer um amor no qual apesar da aparência de criatura consegue florescer, e a principal diferença do livro para o filme é que no livro temos novos personagens introduzidos, as ilustrações do James Jean que trazem um ar de "fábula", além de mais detalhes sobre o mito do homem anfibio e um novo significado na narrativa do vilão, Strickland.

A escrita é fluída e rica em detalhes que nos ajudam a entender cada aspecto da trama e os sentimentos desenvolvidos por cada personagem.

A leitura é recomendada para todos aqueles que se apaixonaram pelo filme ganhador do Oscar e querem se aprofundar ainda mais no universo.

Nota: 5/5
Editora: Intrínseca

No facebook

>> Acompanhe também

No Youtube

>> Vídeo novo toda semana

Vídeo

Vídeo

Vídeo

No Spotify

>> Ouça as nossas playlists no spotify