Pesquisar este blog

Slide

Primeiras impressões de 9-1-1, nova série de Ryan Murphy


Criada por Ryan Murphy – conhecido por seus trabalhos populares como American Horror Story e Glee, Brad Falchuk e Tim Minear   a série 9-1-1 relata diversos casos de emergências vivenciados por policiais, paramédicos e bombeiros onde os mesmos equilibram os dramas da profissão e da vida pessoal.

Em seu primeiro episódio, somos apresentados resumidamente aos personagens que, embora de certa forma tragam consigo tramas interessantes, ficam no limite do estereótipo resultando em uma estrutura clichê. Especialmente por serem retratados como tipos, que acaba por facilitar ao público compreender a essência geral dos personagens, entretanto resulta numa construção mais rasa dos mesmos. Embora seja uma problemática em seu piloto, os personagens não ficam totalmente comprometidos. O roteiro ainda permite que o público crie empatia justamente por sua simplicidade, e por seus diálogos e relações que permitem expandir esse universo – tanto em seus dramas pessoais e em como lidam com as adversidades de suas profissões.

A trama flui de maneira dinâmica, relatando os casos de maneira objetiva e intensa focando sempre no aspecto pessoal, seja de quem está na situação ou de quem acaba por adentrar na mesma. Essa pluralidade torna a série mais distinta dentro de seu gênero, permitindo degustar de forma mais vívida a rotina desses profissionais, focando unicamente quesito emergencial que envolve a profissão. Essa escolha faz com que os acontecimentos explorados tenham um aspecto mais diluído, atrelado especialmente ao ritmo ágil da série. Não sendo necessariamente um fator negativo, mas essa singularidade na forma híbrida em que as profissões são retratadas pode causar uma estranheza.


Mas a ousadia de Murphy não é algo negativo. É impossível ignorar sua a presença na série, onde sua personalidade se faz presente forma clara especialmente em seus aspectos técnicos – seja na direção ou na estrutura dramática do roteiro. Aos fãs de seu trabalho, há alguns rostos familiares tais como Angela Bassett e Connie Britton.

A direção consegue manter a surpresa e também o interesse durante todo o desenvolvimento inclusive nas emergências mais cotidianas. Conquistando facilmente o público com seu ritmo em uma fórmula muito bem executada, por mais que os erros citados se façam presentes.

9-1-1 tem potencial pra ser um procedural presente por muitos anos, oferecendo dramas interessantes de maneira ávida e com um ritmo instigante. A série, que estreia dia 26 de abril às 22h15 no canal FOX Life aqui no Brasil, está no ar desde janeiro nos Estados Unidos e já foi renovada para uma segunda temporada.

Nota: 3,5/5
Distribuição: Fox

No facebook

>> Acompanhe também

No Youtube

>> Vídeo novo toda semana

Vídeo

Vídeo

Vídeo

No Spotify

>> Ouça as nossas playlists no spotify