3.7.18

Primeiras impressões "The Resident" que chega no Brasil pelo canal Fox


Já imaginou se sentir um residente desesperado para saber o que fazer com um paciente Isso é o que The Resident deixa como primeira impressão. Parece que foi aplicada uma dose de adrenalina em certas cenas que trazem situações complicadas, mas que podem ocorrer diariamente em um hospital.

A Fox Channel nos convidou para conferir o primeiro episódio e hoje estamos aqui para contar um pouquinho do que achamos. Lá fora a série já é exibida, mas no Brasil vai chegar dia 4 de julho.

A série traz uma junção de romance com algumas situações engraçadas, que faz com que você ria sem parecer algo forçado. Também traz personagens que aparentemente serão personagens que você se apegará durante os episódios. Um dos personagens mais legais é o Dr. Conrad Hawkis (Matt Czuchry), onde é um residente que não está muito disposto a seguir as regras que seu superior, Dr. Bell ordena. Se trata de um médico bem descontraído, que faz desenrolar as partes engraçadas dos episódios por conta do seu jeito. Pelo seu jeito dedicado com os pacientes, ele faz o que for preciso para ajuda-los, podendo se complicar ao longo da série.

A enfermeira Nicollete Nevin (Emily VanCamp), de acordo com o enredo do primeiro episódio, teve um relacionamento com Dr. Conrad, onde ele aparenta estar disposto a tentar algo com ela novamente.

Dr. Devon Pravesh (Manish Dayal) é o residente e aprendiz que será instruído por Dr. Conrad. Ele aprenderá do pior jeito que as coisas não são como na faculdade. Conrad fará com que Devon pense “fora da caixinha” e não no passo-a-passo que a faculdade faz com que os alunos sigam.


Dr. Mina Okafor (Shaunette Renée) é uma excelente cirurgiã, que se mostra segura do que faz e sabe do seu potencial. Apesar de aparentar não gostar muito de dialogar e também pelo seu jeito mais frio, deixa esses pontos bem explícitos durante os episódios.

Dr. Soloman Bell (Bruce Greenwood) é o principal obstáculo que os outros funcionários terão que enfrentar. Ele é um cirurgião maduro, com bastante experiência e de renome, porém aparenta estar com Parkinson, o que começa a prejudicar seu empenho e faz de tudo para que a sua reputação não entre em risco. Ele é do tipo que burla as regras pensando em si e não dá oportunidade para os médicos mais novatos (a não ser que se favoreça disso). 

Os episódios giram bastante nos problemas administrativos, na manipulação e o que a ganância faz com as pessoas até mesmo dentro de um hospital. Os casos clínicos também chegam a prender a atenção pela tensão do momento para saber qual conduta o médico irá abordar e se aquilo será eficaz ou não. No geral, a série faz com que você mantenha a atenção toda ali para saber como que a situação será resolvida e também no que você faria se aquilo estivesse acontecendo com você.

O enredo se assemelha bastante com outras séries médicas, como Grey's Anatomy, onde existe a médica mais frio, o médico mais engraçado e a presença do romance que percorre os corredores e salas. O que diverge de Grey's Anatomy é o vilão de The Resident que é bem marcante, que já está bem explícito já no primeiro episódio e faz com que você já pegue uma certa raiva dele. Vale lembrar que a mesma vai ao ar na Fox a partir de amanha 4 (quarta) com episódio duplo na quarta, às 22h15.

Nos EUA a série já foi confirmada para sua segunda temporada ;)


Artigo escrito por: Thayna do Prado

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário