Pesquisar este blog

Slide

Crítica | Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindewald vale a pena?


Após o grande sucesso de Animais Fantásticos e a espera de dois anos para o lançamento da segunda parte desta história, outros três filmes da saga já foram confirmados para os próximos anos. Dirigido por David Yates, responsável pela direção da maioria dos filmes de Harry Potter, e roteirizado pela própria JK Rowling, Os Crimes de Grindelwald traz novos personagens a história.

Logo nos primeiros minutos do filme acompanhamos a fuga de Grindelwald, capturado anteriormente pela MACUSA, em uma ótima sequência de ação. Vemos Newt e suas criaturas em Londres e Credence buscando respostas sobre suas verdadeiras origens. O filme se divide em várias histórias diferentes, tirando o foco só de Newt. E o que por um lado é um ponto positivo na hora de explorar os personagens secundários, por outro acaba deixando a história perdida dentre tantas tramas diferentes, talvez por essa razão um furo na cronologia referente a Harry Potter tenha escapado.

Os personagens são o foco de tudo, e neste segundo filme nos é apresentado um Alvo Dumbledore fiel e mais novo que acaba recorrendo a Newt para deter os planos de Gerardo Grindelwald. Hogwarts tem um papel importante aqui, e com direito a uma recriação da cena do bicho papão de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban, a escola se torna o palco de flashbacks por onde conhecemos o passado de personagens apenas citados no filme anterior, como Leta Lestrange. Jacob Kowalski e Queenie estão de volta em um conflito não tão inovador sobre o romance proibido entre uma bruxa e um trouxa, e Tina Goldstein finalmente aparece depois de algum tempo sem contato com Newt. A grande tensão entre Dumbledore e Grindelwald não é completamente explicada nesse segundo filme, apenas alguns fatos são citados sem esclarecer a antiga relação dos dois personagens. E ainda temos as aparições tão aguardadas de Nagini, Nicolal Flamel e de Teseu Scamander, irmão mais velho de Newt.


As atuações continuam ótimas, Eddie Redmayne transparece toda a preocupação com os animais de Newt, Jude Law em parte lembra Dumbledore e ao mesmo tempo nos mostra algo diferente do personagem, e Ezra Miller mantém Credence com a ingenuidade de seus poderes e o anseio pela identidade, o que acaba se tornando o ponto chave da história. Jonny Deep convence como Grindelwald e traz um discurso sutil sobre o sangue puro e a intolerância contra os não-mágicos que é facilmente comprado pelo mundo bruxo. A única ressalva vai para Zoë Kravitz, que em muitos momentos simplesmente não consegue transparecer as emoções da personagem. O filme tem momentos de humor que funcionam muito bem, boa parte deles ficam nas mão de Jacob.

Os cenários são cheios de detalhes assim como no primeiro filme. O figurino vencedor do Oscar em 2017 continua impecável, mas desta vez o ponto alto vai para os efeitos especiais que não decepcionam em nada. A fotografia do filme ganha ainda mais vida com a aparição das criaturas mágicas, algumas novas e muitas que já conhecemos anteriormente, como o pelúcio e Tronquillho. Apesar de alguns planos bem fechados no rosto dos personagens causarem um estranhamento, as cenas de ação empolgam de maneira rápida e trazem bastante magia a tela, o que torna tudo visualmente muito interessante. A trilha sonora continua com seus momentos referentes a Harry Potter.

A mitologia deixa momentos de nostalgia ao apresentar elementos já conhecidos, mas consegue também apresentar algo novo, como um circo mágico, diferente de tudo o que vimos até agora. A história tem vários plot twist, e o destino de vários personagens é completamente alterado pelos planos de Grindelwald, fazendo até com que personagens mudem de lado. O final inclusive divide opiniões com uma grande revelação que pode até causar certa confusão por parte do público. Os Crimes de Grindelwald mostra ainda mais a grandeza do universo mágico criado pela JK Rowling e no geral funciona como um filme de transição, pois a história ainda tem muito o que explorar, e grande parte das respostas serão apenas encontradas nos próximos capítulos.

Nota: 4/5
Estreia: 15/11

No facebook

>> Acompanhe também

No Youtube

>> Vídeo novo toda semana

Vídeo

Vídeo

Vídeo

No Spotify

>> Ouça as nossas playlists no spotify