Pesquisar este blog

Slide



"O retorno de Mary Poppins" é aquele filme que deixa o coração quentinho e nostálgico


Não é nenhuma novidade a adoração que os amantes de cinema sentem pelo clássico Mary Poppins, protagonizado pela maravilhosa Julie Andrews e Dick Van Dyke em 1964. Logo, quando surgiram especulação sobre uma nova versão da história houve certa preocupação se o reboot faria jus ao inesquecível original.

A nova versão conta uma história totalmente diferente, não se trata de um reboot, mas sim uma continuação do primeiro. Ambientada cerca de 30 anos após a primeira história, hoje as crianças Banks são adultos e Mary Poppins surge para cuidar dos filhos de Michael, assim como ajudar ele e sua irmã Jane a lidarem com os problemas da vida adulta e superarem uma perda pessoal. 

Dirigido pelo aclamado Rob Marshall, responsável por grandes sucessos como Chicago e Caminhos da Floresta, o filme possui designs que remetem ao original, com cores marcantes, cenários imaginativos e a combinação de animações com realidade, dando o toque ideal de nostalgia e entusiasmo que a história requer. 

A nostalgia com certeza é o ingrediente principal para essa nova receita,  o aspecto aparece por meio de referências icônicas, como a citação do personagem Bert, interpretado por Dick Van Dyke e companheiro de Poppins no longa original, os pinguins animados que se tornaram marca registrada da produção, além da imortal pipa, afinal quem não se lembra da icônica canção "Let's go fly a kite"?

O fator nostálgico é responsável por reviver todas as emoções como uma máquina do tempo, transformando a trama em algo atemporal, que com certeza fará os fãs do longa de 64 muito felizes.


Desta vez a produção conta com a trilha sonora de Marc Shaiman que faz jus ao trabalho dos compositores originais  Sherman Brothers, responsáveis pelos clássicos que permeiam as gerações há quase 55 anos. As novas canções são leves e delicadas como deveriam ser, dando destaque especial as faixas "Lovely London Sky", "The Place Where Lost Things Go" e "The Royal Dulton Music Hall" que possuem grande potencial para se tornarem grandes clássicos atemporais. 

Sobre o elenco é impossível não destacar o maravilhoso trabalho de Emily Blunt em substituir a rainha Julie Andrews, Blunt fez sua própria versão da babá com detalhes peculiares e sutis, pequenas referências à original, mas sem nunca perder sua autenticidade.

Mas a evidência da produção, sem dúvidas, fica por conta de Lin Manuel Miranda, o ator consagrado pela produção Hamilton, mostrou mais uma vez sua versatilidade e genialidade em interpretar o jovem Jack, sonhador e puro de coração, que faz uma linda referência e homenagem ao personagem Bert, com o mesmo carisma que nos cativa do início ao fim.

As crianças Banks, interpretadas por Pixie Davies, Joel Dawson e Nathanael Saleh surpreendem pela fofura extrema e pela desenvoltura cativante. Os veteranos Meryl Streep, Colin Firth, Angela Lansbury e Julie Walters fazem pequenas participações, mas que certamente dão um tom especial à obra. E sem dúvidas a aparição do astro Dick Van Dyke, reprisando um papel do passado, dá um toque mais do que magistral para a nova produção, impossível não sorrir na sua aparição.


A dublagem nacional também está estrelada. Repleta de estrelas do teatro musical nacional, o trabalho de dublagem ganha maior força e significado com as vozes de Bruna Guerin, Thiago Machado, Leandro Luna, Andrezza Massei, Nicolas Cruz e Gigi Patta.

O filme possui um tom especial e mágico, que nos faz reviver o passado e ansiar por ele. Nos faz relembrar como é bom ser criança e como é importante manter a chama da infância e da imaginação sempre vivas dentro de nós. Vale muito o ingresso e principalmente fazer renascer o sentimento.

Nota: 4,5/5
Distribuição: Disney
Estreia: 20/12
Working Julie Andrews GIF

  1. Tenho certeza que será um sucesso! O clássico de 64, protagonizado por Julie Andrews na pele da babá mais mágica de todas, continua sendo um filme muito querido por integrar o drama familiar com a magia da infância aliado à técnica impecável de produção e animação – um grande marco na época de seu lançamento. Agora, mais de cinquenta anos depois, a essência se mantém a mesma neste retorno de Mary Poppins. O elenco de “O Retorno de Mary Poppins” conta com Emily Blunt (“Um Lugar Silencioso”), Lin-Manuel Miranda (da série “DuckTales: Os Caçadores de Aventura“), Meryl Streep (“ The Post A Guerra Secreta ”), Julie Walters (“As Aventuras de Paddington 2”). Colin Firth (“Kingsman: O Círculo Dourado”), Ben Whishaw (“007 Contra Spectre”), Emily Mortimer (“A Invenção de Hugo Cabret”) e uma participação especial de Dick Van Dyke. É simplesmente um dos melhores FILMES DO ANO! Eu quero ver ela, estou animada.

    ResponderExcluir


No facebook

>> Acompanhe também

No Youtube

>> Vídeo novo toda semana

Vídeo

Vídeo

Vídeo

No Spotify

>> Ouça as nossas playlists no spotify