4 formas para ingressar na faculdade com o Enem

Imagem

Os meses de janeiro e fevereiro são os mais procurados para o ingresso em uma instituição de ensino superior no Brasil. Uma das datas mais esperadas pelos candidatos é a divulgação do resultado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), prevista para o dia 17 de janeiro. Dependendo da nota, o candidato poderá entrar tanto em uma universidade pública, como em uma privada.

Para ajudar na escolha, o Quero Bolsa , plataforma que reúne vagas e bolsas de estudo em instituições de ensino superior no Brasil, listou quatro maneiras para quem quer ingressar na universidade com a nota do Enem 2019.

1 - Sisu
Tradicionalmente, quatro dias após a divulgação da nota do Enem 2019, tem início às inscrições pelo Sistema de Seleção Unificada, o Sisu . Esta modalidade é a porta de entrada para mais de 150 universidades públicas brasileiras.

Para ajudar o candidato a aumentar a chance de encontrar uma vaga no curso de interesse em faculdades públicas, o site Quero Bolsa desenvolveu um Simulador da Nota de Corte . A ferramenta online reúne as notas de corte de todos os cursos em universidades públicas participantes do Sisu, histórico das notas nos últimos anos, além das notas mínimas e médias por estado.

2 - Prouni

A nota do Enem também é a chave para ingressar no Programa Universidade para Todos (Prouni ), programa oferecido pelo Governo Federal. Dependendo da nota e da renda familiar, o estudante tem direito à bolsas integrais ou parciais (50%). As inscrições começam dia 21 de janeiro.

3 - Quero Bolsa

Com mais de 1 milhão de bolsas de estudos em todo do Brasil, o Quero Bolsa oferece vagas em 1.300 instituições de ensino que, via de regra, aceitam a nota obtida pelo estudante no Enem 2019 como forma de ingresso. Para garantir a bolsa, basta acessar o site da plataforma (http://querobolsa.com.br), reservar a vaga e apresentar os documentos pessoais e a nota do Enem na instituição escolhida.

4 - Fies

Durante muito tempo o Fies foi o principal programa de financiamento para o ensino superior, mas vem sofrendo cortes e restrições e perde espaço para as bolsas de estudo oferecidas pelas instituições de ensino por meio de programas como o Quero Bolsa. Para ter acesso ao financiamento o aluno precisa ter obtido, no mínimo, 450 pontos no Enem e não ter zerado a redação, além de atender a critérios socioeconômicos, como renda familiar por pessoa de no máximo 3 salários mínimos para financiamento sem juros. As inscrições para o Fies 2020 vão de 5 a 12 de fevereiro.