Remake de "Convenção das Bruxas" com Anne Hathaway é um convite a fantasia

Imagem


 Apesar de não assustar como seu antecessor, o remake de Convenção das Bruxas pode ser resumido como um convite a fantasia.

A história já conhecida por nós, traz Luke um menino que acabara de perder os pais e precisa ir morar com a avó que o leva para viver em um hotel luxuoso, porém chegando lá ele descobre que bruxas são reais, e elas estão por toda a parte.

O filme tem algumas modificações não só na característica física dos personagens (como o fato de Luke e sua avó serem negros, o que trouxe diversidade para a história e é um grande ponto positivo) como a caracterização das bruxas, e alguns detalhes da história (até o final foi modificado).

A caracterização foi o que mais gerou polêmica, tendo em vista ela não ser tão horripilante e o fato das personagens terem dedos faltando (o que fez com que as pessoas que tem essa deficiência na vida real se sentissem ofendidos) Anne Hathaway chegou a se desculpar publicamente e dizer que esse não era o objetivo da história.

Mesmo com a polêmica o filme é um convite para as crianças que o assistirem a entrar na caça às bruxas, e vai conseguir agradar os pequenos.

Anne Hathaway não deixou a desejar como a rainha das bruxas, e apesar de entregar uma personagem caricata consegue convencer. Octavia Spencer entrega uma vó cuidadosa e gentil, fazendo um excelente contraponto a personagem Hathaway.

Se você é fã da versão clássica, talvez ele não te agrade tanto assim. Mas, os efeitos bem utilizados e as atuações divertidas irão lhe fornecer uma agradável experiência.

Vale o ingresso.


Distribuição: Warner Bros.

Nota: 4/5