Resenha: Silêncio - Becca Fitzpatrick

25.1.12

Toda a vez que eu encerro um livro, sinto aquele sentimento de realização pessoal e a sensação de mais um dever cumprido, ainda mais
quando acabo de ler um livro que estava com tanta ansiedade para seu lançamento como “Silêncio” , não é a toa que comprei na pré-venda e
enfim tive tempo para lê-lo.
Me encanta o jeito que Becca Fitzpatrick narra essa intrigante história de romance sobrenatural, mas não posso deixar de ressaltar uma leve
indignação com o desfecho geral de “Silêncio”. Claro que ele não deixou de ter sido um bom livro, se fosse pontuá-lo daria 9 o que ainda é
uma boa nota, mas se levarmos em consideração que esse nove poderia ser um 10 entramos em um desacordo. Essa resenha eu quis
começar um pouco diferente das demais, quis começar contando o que não me agradou, já que a lista de coisas que me deixaram
hipnotizada e não me deixaram largar o livro até terminar são bem maiores. O inicio do livro foi maçante e sem graça afinal existe coisa mais
chata do que ler um livro de romance, sem romance. Sim, podem me chamar de uma piegas sentimentalista que não deveria abrir a boca
para criticar um livro apenas por isso. Mas, se estou aqui para dar minha mais sincera opinião é o que devo fazer. O inicio do livro contando o
desfecho do seqüestro de Nora Grey me fez arrancar os cabelos inúmeras vezes, ainda mais quando Nora não se lembrava de
absolutamente nada que havia acontecido nos últimos meses , incluindo seu relacionamento com Patch – Sim, sim o irresistível anjo caído que
faz nós meras leitoras suspirarem – Enfim, após a página 100 as coisas começam a melhorar, e ela se aproxima de Patch, que por em quanto
ainda era chamado de Jev – nome feio e sem graça, que graças a Deus não foi mencionado após a pagina 200 – Inúmeros fatos acontecem
na vida de Nora, mas, o mais legal do livro foi isso dela ter perdido a memória, o que foi bom para quem leu “Crescendo” – assim como eu –
logo quando saiu, por que querendo ou não a gente se esquece de algumas coisas e com isso da Nora também não lembrar, acabamos
fazendo um resumo geral dos livros, Sussurro e Crescendo – bem inteligente essa Becca hein? – Acaba que o livro “Silêncio” mesmo começa
depois da pagina duzentos e tarárá por que ai ela já sabe tudo o que aconteceu com ela, e os fatos predominantes começam a surgir. A luta
de Nora com Hank Millar – seu pai biológico, O mão negra – e sua luta interior para conseguir encarar os fatos com pelo menos um nível
básico de sanidade. Scott o bonitão nefilim musculoso volta a cidade, fazendo Vee melhor amiga de Nora suspirar. Dabria ressurge, mas
dessa vez ajuda Patch – ao invés de apenas querer matar Nora. Em suma o livro foi muito bom, apesar de ter um daqueles finais que fazem a
gente querer: Surtar, morrer, matar a Becca. Por ser um final vago, parece que simplesmente arrancaram uma página do livro e esqueceram
de repor. Estava lendo toda empolgada e de repente o livro acaba.
Notaram que eu não me prendi muito nos fatos do livro? Apenas disse uma coisa ou outra sobre o que aconteceu. Achei que seria melhor
manter o suspense para vocês, e a partir de agora farei o máximo para todas as minhas resenhas serem assim. Mas, como falo demais não
posso deixar de revelar uma coisa que acontecem nas ultimas páginas do livro, Nora Grey se torna uma imortal – Ai meu Deus ela virou
vampira? Não. – mas, se torna imortal. Quer saber como? Só lendo mesmo – peguei vocês – para dar algum tipo de consolo à curiosidade de
vocês, eu separei algumas partes mais marcantes do livro para mostrá-los.

- Pode me ensinar?
- Se eu for ensinar tudo que sei, vamos ter que passar muito tempo sozinhos.
Sem saber se ele estava sugerindo alguma coisa, respondi:
- Tenho certeza de que podemos manter tudo isso num nível... Profissional.
- Fale por você – ele disse no mesmo tom firme e sério, sem revelar suas verdadeiras intenções. (Silêncio – Páginas 156 e 157)

- O nome disso é chuveiro... – comecei automaticamente, mas parei. Minha memória sofreu um solavanco, tomada de assalto por um
sentimento intenso e poderoso de inadequada familiaridade. – Sabão, xampu, água quente – acrescentei com voz fraca.
- Nua sei como é – Jev respondeu, e algo indecifrável passou por seus olhos.
Sem saber como agir, tentei encerrar o momento com uma risada leve.
- Está me paquerando, Jev?
- É isso que você acha?
- Não conheço você o suficiente para achar alguma coisa – tentei manter a voz baixa, neutra.
- Então vamos ter que mudar isso.
Ainda sem entender suas intenções, fingi tossir. Aquele era um jogo para dois.
- Fugir dos caras maus é sua idéia de conhecer alguém melhor?
- Não. Isso é.
Ele inclinou meu corpo para trás, descrevendo com ele um arco até me levantar bem devagar. Em seus braços, minhas articulações se
soltavam, minhas defesas derretiam e eu me deixava levar por seus movimentos sinuosos, sensuais. (Silêncio – Página 158)

- Anjo – ele murmurou, segurando meu rosto entre as mãos. – Acho que não entende o que eu seria capaz de fazer para mantê-la aqui comigo
(Silêncio – Página 182)

Os lábios dele se abriram sob os meus, seu corpo estremeceu, e ele desistiu de manter o pouco controle que ainda tinha. Os braços me
envolveram, apertando-me contra seu peito. Ele me beijou com mais força e a profundidade de minha resposta me deixava nervosa. (Silêncio
– Página 184)


- Só há uma coisa de que ainda tenho certeza – Ele se virou, e seus olhos estavam escuros. – Sei que faria qualquer coisa por você, mesmo
que para isso tivesse que agir contra os meus instintos e minha natureza. Abriria mão de tudo que tenho , até da minha alma, por você. Se
isso não é amor, é o melhor que tenho para oferecer. (Silêncio – Página 239)


Espero que tenham gostado da resenha, e comentem comigo se gostam da série ou não.

5 comentários:

  1. Parabéns pela resenha Djeninha! Já li Sussurro e Crescendo e amei! Estou ansiosa para ler Silêncio! Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pela resenha!! To super ansiosa para ler Silêncio, ele está me esperando na estante kkk
    Beijos!!
    Daiane
    nouniversodaliteratura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Parabén a resenha ficou muito linda

    ResponderExcluir