Slide


Para nossa alegria a Warner Home Video divulgou a data de lançamento do dvd/blu-ray de Liga da Justiça, a partir do dia 13 de março poderemos levar nossos heróis favoritos para casa.

Para os fãs mais ansiosos o filme já vai estar disponível para comprar e aluguel em versão digital a partir do dia 13 de fevereiro.

Além da versão dvd e blu-ray, teremos a versão steelbook e ainda uma versão blu-ray em 3D (quem aí já quer todas?)



Conteúdos extras da Compra Digital, Steelbook, Blu-Ray 3D e Blu-Ray:

  • Estrada para Justiça – Acompanhe a equipe da DC Comics durante os mais de 50 anos de história da Liga da Justiça, passando pelos quadrinhos e animações até chegar a sua estreia nos cinemas;
  • Coração da Justiça – Descubra ainda mais sobre o coração, a alma e a mente da Liga da Justiça com depoimentos do elenco e da equipe de filmagens sobre sua admiração pelo trio de heróis: Superman, Mulher-Maravilha e Batman;
  • Tecnologia da Liga da Justiça – Do arsenal do Batman à tecnologia alienígena do Ciborgue, aprenda sobre os segredos da produção;
  • Os novos heróis da Liga da Justiça – Junte-se a Ray Fisher e saiba mais sobre Aquaman, Flash e Ciborgue;
  • O retorno do Superman – Cenas bônus inéditas não exibidas nos cinemas;
  • Lobo da Estepe, o conquistador – Junte-se ao ator Ciarán Hinds e a equipe do filme, que revelam a história do antigo inimigo da humanidade e o maior desafio da Liga da Justiça;
  • Estudos de cena: Revisitando as Amazonas | O resgate de Mulher-Maravilha | Parque dos Heróis | A batalha no túnel – examine com detalhes o processo cinematográfico por trás das sequências mais emocionantes e repletas de ação de Liga da Justiça;
  • Suit Up – O designer de figurino Michael Wilkinson explica o processo criativo para desenhar os figurinos dos heróis mais icônicos da DC.

Conteúdo extra do DVD:
  • Estrada para Justiça

Os valores ainda não foram divulgados. Quem aí já não ver a hora de colocar as mãos no filme?


A Netflix finalmente anunciou a data oficial em que Riverdale entra em seu catálogo, a data escolhida foi o dia 13 de fevereiro e não poderíamos estar mais felizes com a notícia.

Quem aí já vai marcar maratona de Riverdale com as amigas pra essa data?

Vale lembrar que na Netflix irá entrar somente a primeira temporada da série, já que a segunda ainda está sendo exibida. Para conferir a segunda é só colocar na Warner Channel toda quarta-feira ás 21:40hs

No nosso canal toda sexta ás 20hs tem review do ep da semana, acesse aqui.

No terceiro filme da franquia, Thomas lidera seu grupo em uma missão para invadir a Última Cidade, um local controlado pela organização CRUEL e totalmente protegido contra a doença que dizimou grande parte do planeta, conhecida como Fulgor.

Com o mesmo diretor desde seu início, ‘Maze Runner’ é uma franquia, que embora tenha o publico jovem como alvo, é madura e solida do seu começo ao fim. Desde quando fomos apresentados aos personagens do universo criado por James Dashner, Wes Ball conseguiu construir uma franquia sem prepotência sabendo focar na essência do que estava em questão. Em ‘A Cura Mortalsomos apresentados à talvez o filme mais complexo e denso da franquia, focando no aspecto emocional, mas não deixando de lado o suspense inerente à franquia, contando com cenas de ação muito bem executadas.

Ainda falando da direção, novamente Ball estabeleceu uma estética satisfatória, onde a fotografia – com uma paleta de cores deslumbrante que não pode ser ignorada – acaba por embelezar diálogos que muitas vezes são simples, mas não desnecessários para concluir a franquia.


Entretanto, em seu segundo ato, o ritmo do filme acaba sofrendo justamente por seu roteiro – que em dados momentos acaba sendo objetivo demais, entregando resoluções desleixadas, e em outros pelo tempo demasiado em que leva para concluir determinada trama, onde ocasionalmente a familiaridade com os personagens talvez cause uma empatia com alguns dos erros cometidos deixando-os – num todo – com pouca importância.

As personagens possuem uma profundidade maior e acabam ficando mais interessantes – dando maior espaço inclusive para seus coadjuvantes crescerem, como por exemplo, Brenda e o vilão Janson (que acompanha a trama num crescimento exponencial). Mas também é importante ressaltar que a franquia tem um bom elenco em mãos, com atores que entregam atuações competentes, tornando aquele universo ainda mais crível.

Citando outro aspecto técnico, a trilha sonora foi perfeitamente agregada ao filme, com nuances que criam uma atmosfera envolvente ao retratar as narrativas.

Maze Runner: A Cura Mortal’ soube finalizar com dignidade uma franquia, onde por mais que pequenos erros se façam presentes, Wes Ball conseguiu tornar tangível e real um universo apocalíptico de forma humana – assunto tão debatido na trilogia – em sua vasta dimensão, criando, acima de tudo, sua própria identidade sem abandonar sua essência. 

Nota: 4/5
Estreia: 25/01
Distribuição: Fox


Sobrenatural - A Última Chave é a primeira trama de terror do ano e nos mostra pouco investimento em criatividade e uma introdução imersiva no passado dos personagens.

A trama se inicia nos anos 50, quando voltamos ao passado de Elise (Lyn Shaye) e nos envolvemos em seus problemas com a família. A casa da família se localiza no Novo México, próximo de um presidiário no qual o pai de Elise trabalha. Com os primeiros dez minutos de filme já temos a tensão instalada e por meio dos flashbacks que acompanhamos a descoberta de Elise sobre seus poderes médium.

Voltamos a atualidade e a situação que temos é que Elise retorna a sua casa mal assombrada para um novo caso é batalha contra seu próprio passado. A trama se coloca com um longo prólogo e isso pode estranhar. Por mais que pareça uma ideia interessante voltar ao passado e ir colocando várias linhas temporais - o que os outros filmes da franquia já trabalharam - a execução desse fica devendo muito comparado aos anteriores. Em certos momentos de horror a trama se arrasta e os jumpscare são tão previsíveis quanto o final do filme. 


O humor do filme também não compensa. Na maioria das vezes proporcionados pelos assistentes de Elise em momentos que quebram total o gelo da cena, tornando tão descartável que poderiam aproveitar essa descontração em outros momentos.

James Wan foi o grande responsável pelo primeiro filme da franquia, fazendo uma grande estréia que possibilitou trabalhar em sucessos como Invocação do Mal. Neste novo filme da franquia Sobrenatural, temos Adam Robitel que já trabalhou com terror e suspense com A Possessão de Deborah Logan e Atividade Paranormal: Dimensão Fantasma. Não temos um trabalho cuidadoso com a fotografia e trilha sonora como Wan tem, se trata de um trabalho final satisfatório, nada que chame a atenção. Sobrenatural continua forte no mercado como uma das franquias de terror mais bem sucedidas dos últimos tempos, mesmo com seus tropeços e sustos previsíveis.

Sobrenatural - A Última Chave cumpre seu papel para os iniciantes e fica devendo para quem está há oito anos acompanhando a franquia.

Nota: 3/5
Distribuição: Sony
Estreia: 18/01

2018 está repleto de estreias incríveis e a gente fez uma lista com as melhores da primeira parte do ano para você não esquecer de nenhuma, confira:

JANEIRO
18 Janeiro
Me Chame Pelo Seu Nome (Confira nossa crítica)
Na trama, o ator revelação Timothée Chalamet vive Elio, um jovem sensível e filho único de uma família tradicional que vive um verão preguiçoso na casa de seus pais em uma bela localidade da Itália. Seu tédio chega ao fim quando a casa recebe Oliver (Armie Hammer), acadêmico encarregado de ajudar na pesquisa de seu pai, o Sr. Perlman (Michael Stuhlbarg).

25 de Janeiro
Maze Runner - A Cura Mortal
No terceiro filme da saga, Thomas (Dylan O' Brien) embarca em uma missão para encontrar a cura para uma doença mortal e descobre que os planos da C.R.U.E.L podem trazer consequências catastróficas para a humanidade. Agora, ele tem que decidir se vai se entregar para a C.R.U.E.L e confiar na promessa da organização de que esse será seu último experimento.

25 de Janeiro
The Post - A Guerra Secreta (Confira nossa crítica)
Os veteranos do cinema, Tom Hanks e Meryl Streep vivem Ben Bradlee e Kat Graham, editores do The Washington Post, recebem um enorme estudo detalhado sobre o controverso papel dos Estados Unidos na Guerra do Vietnã e enfrentam de tudo para publicar os bombásticos documentos.

25 de Janeiro
Artista do Desastre (Confira nossa crítica)
Greg Sestero (Dave Franco) se aproxima do excêntrico Tommy Wiseau (James Franco) após uma aula de atuação e os dois desenvolvem uma intensa amizade ancorada no sonho em comum de fazer sucesso nas artes dramáticas. Juntos eles partem para Hollywood, onde Tommy, cansado de ser rejeitado em testes, decide produzir, financiar, dirigir, escrever e protagonizar - ao lado do melhor amigo - o longa-metragem que o catapultará ao estrelato: "The Room".

FEVEREIRO
15 Fevereiro
Pantera Negra
O esperado Pantera Negra, conta a história de T'Challa (Chadwick Boseman), príncipe do reino de Wakanda, que perde o seu pai e viaja para os Estados Unidos, onde tem contato com os Vingadores. Entre as suas habilidades estão a velocidade, inteligência e os sentidos apurados.

MARÇO
15 de Março
Tomb Raider - A Origem
Lara Croft (Alicia Vikander) leva a vida como bike courier em Londres até o dia em que recebe uma missão secreta de seu desaparecido pai (Dominic West) e parte para uma incrível e perigosa aventura numa ilha japonesa.

22 de Março
Círculo de Fogo
Filho de Stacker Pentecost, responsável pelo comando da rebelião Jaeger, Jake Pendergast (John Boyega) era um promissor piloto do programa de defesa, mas abandonou o treinamento e entrou no mundo do crime. Quando uma nova ameaça aparece, Mako Mori (Rinko Kikuchi) assume o lugar que era do pai no comando do grupo Jaeger e precisa reunir uma série de pilotos. Ela procura o irmão Jake e decide lhe oferecer uma segunda chance para ajudar no combate e provar seu valor.

29 de Março
Uma Dobra no Tempo
Os irmãos Meg (Storm Reid) e Charles (Deric McCabe) decidem reencontrar o pai, um cientista que trabalha para o governo e está desaparecido desde que se envolveu em um misterioso projeto. Eles contarão com a ajuda do colega Calvin (Levi Miller) e de três excêntricas mulheres em uma ousada jornada por diferentes lugares do universo.

ABRIL
05 de Abril
Lady Bird - É Hora de Voar
Christine McPherson (Saoirse Ronan) está no último ano do ensino médio e o que mais deseja é ir fazer faculdade longe de Sacramento, Califórnia, ideia firmemente rejeitada por sua mãe (Laurie Metcalf). Lady Bird, como a garota de forte personalidade exige ser chamada, não se dá por vencida e leva o plano de ir embora adiante mesmo assim. Enquanto sua hora não chega, no entanto, ela se divide entre as obrigações estudantis no colégio católico, o primeiro namoro, típicos rituais de passagem para a vida adulta e inúmeros desentendimentos com a progenitora.

12 de Abril
X-Men: Os Novos Mutantes
Cinco jovens mutantes acabam de descobrir suas habilidades. Presos contra sua vontade em um local de segurança máxima, eles precisa lutar para escapar do inimigo e de seus pecados do passado. Esta é a história dos Novos Mutantes, uma equipe formada pelos primeiros graduados da escola de Charles Xavier. Maisie Williams (Game of Thrones), Anya Taylor-Joy (A Bruxa), Charlie Heaton (Stranger Things) e os brasileiros Henry Zaga (Teen Wolf) e Alice Braga (Elysium).

26 de Abril
Vingadores - Guerra Infinita
Thanos (Josh Brolin) enfim chega à Terra, disposto a reunir as Joias do Infinito. Para enfrentá-lo, os Vingadores precisam unir forças com os Guardiões da Galáxia, ao mesmo tempo em que lidam com desavenças entre alguns de seus integrantes.

MAIO
17 de Maio
Nasce Uma Estrela
A nova versão de um clássico estrelada por Lady Gaga e tendo Bradley Cooper como protagonista e diretor. Na trama, a jovem cantora Ally ascende ao estrelato no mesmo momento em que seu parceiro, o renomado artista Jackson Maine, cai no esquecimento por problemas com o álcool — situações que minam o relacionamento do casal.
24 de Maio
Solo - Uma História Star Wars
As aventuras do emblemático mercenário Han Solo (Alden Ehrenreich) e seu fiel escudeiro Chewbacca (Joonas Suotamo) antes dos eventos retratados em Star Wars: Uma Nova Esperança, inclusive encontrando com Lando Calrissian (Donald Glover).

31 de Maio
Deadpool 2
Baseado no anti-herói não convencional da Marvel Comics, 'Deadpool' volta a contar as aventuras calientes do ex-agente das Forças Especiais que se tornou o mercenário Wade Wilson. 'Deadpool 2' apresentará o 'X-Force', uma espécie do grupo X-Men que contém como um dos líderes do próprio anti-heróis.

JUNHO
21 de Junho
Jurassic World: Reino Ameçado
Quatro anos após o fechamento do Jurassic Park, um vulcão prestes a entrar em erupção põe em risco a vida na ilha Nublar. No local não há mais qualquer presença humana, com os dinossauros vivendo livremente. Diante da situação, é preciso tomar uma decisão: deve-se retornar à ilha para salvar os animais ou abandoná-los para uma nova extinção? Decidida a resgatá-los, Claire (Bryce Dallas Howard) convoca Owen (Chris Pratt) a retornar à ilha com ela.

28 de Junho
Os Incríveis 2
Após 13 anos de espera, a sequência de Os Incríveis finalmente vai sair. Prometendo falar mais sobre os poderes do Zezé, o filme começará de onde parou o original. 

JULHO
05 de Julho
Homem-Formiga e a Vespa
Descrito como a primeira comédia romântica da Marvel, a sequência conta com Paul Rudd, Evangeline Lilly, Michael Douglas e o diretor Peyton Reed retornam à menor franquia do Universo Cinematográfico Marvel — repleta de mistérios sobre a sequência que sucede Vingadores: Guerra Infinita.
19 de Julho
Mamma Mia: Lá Vamos Nós De Novo!
Meryl Streep, Amanda Seyfried e Pierce Brosnan retornam, 10 anos depois, para mais uma adaptação do famoso musical inspirado nas canções do grupo pop sueco ABBA. O longa ainda conta com a super participação da diva Cher, que vive a mãe de Donna na história. 

E ai conta pra gente qual vocês estão mais ansiosos para assistir?

O que esperar de um filme que tem Meryl Streep e Tom Hanks como protagonistas, e ninguém menos do que Steven Spielberg na direção? Isso mesmo, nada menos do que um grande lacre!

Baseado em uma história real sobre uma mulher comandando um dos maiores jornais do mundo e um grupo de jornalistas focados em fazer história através de fatos verídicos, polêmicos e que eles julgaram que deveriam ser do conhecimento popular, essa é a base que tece a trama do mais novo longa de Spielberg.

LIVRE DE SPOILERS

Ambientado nos anos 70, o longa conta a história de Katharine Graham e Ben Bradlee, editores do jornal The Washington Post e suas lutas para publicarem o conteúdo polêmico do Pentagon Papers, conjunto de documentos oficiais e secretos que detalhavam a influência e a verdadeira razão da intervenção dos Estados Unidos no Vietnã entre as décadas de 40 e 60. Resistindo às pressões e prazos governamentais, os jornalistas foram os responsáveis pelo primeiro golpe contra o governo Nixon, que não resistiu a Watergate.

O filme possui diversos detalhes relevantes que devem ser destacados, como o roteiro simples porém certeiro de Liz Hannah e Josh Singer que prende a atenção do início ao fim, justamente pela forma como dialoga entre os anseios do espectador, que desconhece a história, em saber como os fatos vão se suceder e a dinâmica dos personagens. 


Os detalhes visuais de caracterização dos personagens, que retratam pessoas reais, são impecáveis, assim como a direção de arte, perfeitamente ambientada na década de 70. A trilha sonora de John Willians, parceria certeira com Spielberg, o compositor de temas como Star Wars, Indiana Jones, Tubarão e ET, reforma mais uma vez a importância da música para contar uma história nas telonas. E o fator principal que são os dois protagonistas muito bem vividos por Meryl Streep e Tom Hanks, dois veteranos do cinema que cumprem muito bem seus papeis, ou melhor, cumprem bem qualquer papel.



Streep dá mais um show de interpretação vivendo a desacreditada Kat Graham, personagem tão importante para a história do Washington Post, e que por muitos anos foi vista apenas como "a mulher que herdou" e não como a verdadeira editora, papel que lhe cabia, mas que não era aceito em uma sociedade extremamente sexista, mas a atriz promove uma reviravolta na história demonstrando o poder e a importância da editora perante a história do jornalismo. Enquanto Tom Hanks, vive magnificamente o jornalista Ben Bradlee que em sua busca incansável pela liberdade de imprensa não poupa esforços para exercer a sua profissão sem censura, independente das consequências. O jornalista se tornou editor-executivo e foi determinante nas denuncias de Watergate.


Imperdível, o filme causa uma grande reflexão em diversos pontos como os escândalos envolvendo os Estados Unidos e seus segredos, onde notamos que as denúncias feitas por Edward Snowden, espionagem e segredos, não são novidades e nem deveriam ser surpresas. Afinal os segredos da América, acontecem desde antes dos anos 40, nos governos Truman e Kennedy, ou quem sabe até antes. E a reflexão quanto ao papel da imprensa, ser um veículo imparcial, sem favoritismos nem filtros, com a finalidade de expor a verdade acima de todas as coisas, e como diz a Primeira Emenda da Constituição norte-americana: "O jornalista deve servir aos governados e não aos governantes".

Nota: 5/5
Distribuição: Universal Pictures
Estreia: 25/01

A cidade de Crema é o cenário do novo romance do diretor Luca Guadagnino, que encerra a trilogia Desire.

Me Chame Pelo Seu Nome” conta a história do jovem Elio Perlam (Timothée Chamalet) de dezessete anos, que vive em uma cidade tranquila no norte da Itália. Sua vida está calma até quando Oliver (Armie Hammer), um jovem intercambista estadunidense, vai passar o verão na sua casa. A primeira relação que os dois desenvolvem não é tão boa, mas com passar dos dias uma amizade nasce.

O longa foi baseado no livro de André Aciman, escrito em 2007. Com esta obra, ele ganhou o prêmio Lambda Literary Award, que premia livros publicados com temas LGBT.

O filme tem uma direção de fotografia maravilhosa, as cenas de sexo tem um toque leve e eles aproveitam as paisagens de Crema como cenário.


O roteiro conta com alguns pontos de comédia, mas os momentos dramáticos são o ponto forte, pois são tratados com um tom de sinceridade.

As atuações estão impecáveis, destaque para Timothée que consegue transmitir para o espectador sua emoções. A relação que ele constrói com Armie é algo muito interessante, os dois formam um casal muito shippavel.

Outro relacionamento que é muito interessante, é o de Elio com seus pais, Mr. Perlam (Michel Stuhlbarg) e Annella Perlam (Amira Casar) que o apoiam e consolam.

O filme é uma grande aposta pro Oscar. Ele ganhou como Melhor Filme na premiação Gotham Awards e está indicado para várias outras premiações, como o SAG, Independent Film Sprit Award, entre outros. Timothée também concorre como Melhor Ator e Armie como Ator Coadjuvante.

No geral, é um grande filme, pois trata de um tema tão sério, com todo o clima de romance que a Itália proporciona. Super recomendado!

Nota: 5/5
Estreia: 18/01
Distribuição: Sony

Eu falo tanto mais tanto de Riverdale que meu apelido anda sendo 'missionária de Riverdale' então para fazer jus ao meu nome ~risos~ criei uma playlist para vocês inspirada no meu personagem favorito, o Jughead.


Claro que posso trazer playlists para os outros personagens, basta vocês pedirem nos comentários ou por e-mail.

As músicas da playlist são músicas que me lembram o Jug, que tocaram em Riverdale ou que eu acho que ele ouviria. Olha só:


Cadê os fãs de Riverdale? Nossa equipe começou a escrever uma fanfic inspirada em Riverdale, onde o protagonista é o Jughead. Nela vemos detalhes da vida do personagem que não são explorados na série.

Até agora a gente já publicou dois capítulos que podem ser lidos nos seguintes links:


Eai? Gostaram da ideia? Comentem pra gente.

Acredito que não tenha uma só pessoa hoje que não seja viciada em Netflix e toda sua praticidade.Visto todas as possibilidades que a plataforma pode oferecer com seu catálogo diverso e recheado de preciosidades. Pela plataforma é possível permear por vários gêneros, com infinitas opções dependendo do seu gosto e até mesmo do seu estado de espírito.

Diante desta gama decidi fazer uma lista de 10 filmes - comédia romântica - imperdíveis para assistir na Netflix. 

*Lembrando que são dicas pessoais e ninguém é obrigado a gostar das mesmas coisas, mas sem querer me gabar, os filmes são realmente bons ~risos~

10) A Primeira Vez

O filme é composto por Dylan O´Brian, Victoria Justice e Britt Robertson. Conta a história de Dave (Dylan) que tem um amor platônico pela melhor amiga Jane (Victoria). Já Aubrey (Britt) namora Johnny, um músico que não a compreende. Em uma sexta à noite os caminhos de Dave e Aubrey se cruzam e ao longo do fim de semana muitas descobertas são feitas pelo casal.

Um filme fofo que relata as primeiras descobertas de dois jovens, parece um tema clichê, mas pode ser surpreendente. O filme ganha a atenção, com certeza, por causa do protagonista, afinal, quem não ama Dylan o´Brian. Um romance leve, sem muito profundidade, mas que cumpre seu propósito, certamente vale a pena conferir. 


9) Muito Bem Acompanhada

A comédia-romântica de 2004 conta a história de Kat (Debra Messing) que há dois anos foi abandonada no altar. Agora sua irmã Amy (Amy Adams) está prestes a se casar e tem como padrinho, justamente, o seu ex-noivo. Decidida a demonstrar ter superado o abandono Kat contrata Nick (Dermont Mulroney) para ser seu acompanhante. O que ela não esperava é que ele conquistasse a simpatia da sua família, demonstrando ser o genro perfeito e objeto de desejo de qualquer mulher. Aos poucos percebe que sua relação com Nick, que era para ser de fachada, se torna mais séria do que imaginava. 

Apoiado na química do casal composto por Debra Messing e Dermont Mulroney, o filme consegue ultrapassar as barreiras do clichê óbvio, uma história fofa sem apelar para aquela pura melação que o gênero costuma se apoiar. Além da trilha sonora ótima com Maroon 5 e Michael Bublé. Vale a pena ser visto. 

8) Ela é Demais

Em uma escola secundária de Los Angeles, Zach Siler (Freddie Prinze Jr.) é o jovem mais popular. Ele namora Taylor Vaughan (Jodi Lyn O'Keefe), uma rica esnobe que é bastante badalada. Quando Taylor dispensa Zach para ficar com Brock Hudson (Matthew Lilard), um ator de televisão de terceira categoria, Zack aposta com um amigo que qualquer garota que ele namore se tornará a rainha do baile. A escolhida é Laney Boggs (Rachael Leigh Cook), que é estranha e inacessível, e Zack só tem seis semanas para conquistá-la e modificá-la. Esta tarefa se mostra bastante difícil mas gradativamente Zach se envolve com Laney, que agora se mostra muito mais bela.

Mais um clássico dos anos 90 que com certeza merece ser visto. Freddie Prinze Jr é o rei dos anos 90 - alô Scooby Doo- e ainda tem Paul Walker no elenco. Partindo do conceito Cinderela, o filme aposta na reviravolta na vida da mocinha desprezada por ser diferente e até um pouco estranha para os padrões impostos. Parece clichê, e até é um pouco, mas juro que surpreende muito. 


7) Juntos Pelo Acaso

Holly Berenson (Katherine Heigl) e Eric Messer (Josh Duhamel) se conhecem, mas o primeiro encontro deles é um verdadeiro desastre. A única coisa que eles têm em comum é a paixão pela afilhada Sophie (Alexis Clagett/Brynn Clagett). Só que um acidente fatal deixou a menina órfã dos pais e a dupla foi designada para cuidar da pequenina. Obrigados a permanecerem juntos para cuidar dela, eles enfrentam as dificuldades típicas de quem passa a ser pai e mãe de uma hora para outra e começam a se entender melhor.

Katherine Heigl é a rainha das comédias românticas dos anos 2000. São incontáveis os títulos da atriz que cumpre muito bem seu papel de mocinha divertida. Com uma temática que se inicia por uma fatalidade, os dois surgem como um escape da história, baseado no famoso -odeio/amo - que a gente tanto adora. O fator diferencial está nos momentos divertidos que a nova paternidade propõe na vida do - novo casal - e a aproximação que os dois terão após serem submetidos à ela. 


6) Vestida Pra Casar

Jane (Katherine Heigl) é uma mulher idealista e romântica, que jamais encontrou o amor de sua vida. Ela imagina tê-lo encontrado em George (Edward Burns), seu chefe, por quem nutre uma paixão secreta, mas sua irmã caçula Tess (Malin Akerman) é mais rápida e conquista seu coração antes. Isto faz com que Jane repense sua vida, já que sempre foi boa em fazer com que as outras pessoas sejam felizes sem que ela própria seja.

Katherine Heigl ataca novamente! Aquela história em que a protagonista acha que achou o amor da sua vida, mas na verdade o seu verdadeiro amor está naquele mais improvável? Então, a história é baseada nessa premissa. Uma das cenas mais marcantes e que eu -adoro- rever, é quando a personagem Jane experimenta todos os vestidos de madrinha que ela já usou na vida, não dá pra negar que são trajes beeeem inusitados. Ah, e destaque ENORME para o maravilhoso James Marsden que consegue fazer até Nicholas Sparks ficar bom, então imagine isso.


5) O Lado Bom da Vida

Por conta de algumas atitudes erradas que deixaram as pessoas de seu trabalho assustadas, Pat Solitano Jr. (Bradley Cooper) perdeu quase tudo na vida: sua casa, o emprego e o casamento. Depois de passar um tempo internado em um sanatório, ele acaba saindo de lá para voltar a morar com os pais. Decidido a reconstruir sua vida, ele acredita ser possível passar por cima de todos os problemas do passado recente e até reconquistar a ex-esposa. Embora seu temperamento ainda inspire cuidados, um casal amigo o convida para jantar e nesta noite ele conhece Tiffany (Jennifer Lawrence), uma mulher também problemática que poderá provocar mudanças significativas em seus planos futuros.

Fonte do Oscar de melhor atriz de Jennifer Lawrence, o filme é uma adaptação do livro homônimo de Matthew Quick. Um filme sobre felicidade, amor, novos caminhos e principalmente sobre esperança. Com um humor leve e despretensioso o longa cativa pelas suas narrativas profundas e no fator de encontrar humor nos momentos ruins, até mesmo na depressão. Além das atuações maravilhosas de Lawrence e Cooper, além de De Niro que é sempre uma obra de arte. 


4) Duff

A jovem Bianca (Mae Whitman) descobre um dia que foi escolhidas pelas amigas de colégio como uma DUFF (Designated Ugly Fat Friend), ou seja uma amiga feia para que elas se pareçam ainda mais bonitas em comparação. Revoltada, Bianca pede a um atleta popular da escola para ajudá-la a melhorar o seu visual.

Acredito que o filme conquista porque há uma identificação muito grande do tema, afinal quem nunca se sentiu um DUFF? Um filme divertido que se apoia nas redes sociais como seu fator potencializador do -bullyng - sofrido pela protagonista, temática muito relevante atualmente. O longa propõe a auto-aceitação, encontrar a própria voz e deixar ser visto como realmente é.


3) As Vantagens de Ser Invisível

Charlie (Logan Lerman) é um jovem que tem dificuldades para interagir em sua nova escola. Com os nervos à flor da pele, ele se sente deslocado no ambiente. Sua professora de literatura, no entanto, acredita nele e o vê como um gênio. Mas Charlie continua a pensar pouco de si... até o dia em que dois amigos, Patrick (Ezra Miller) e Sam (Emma Watson), passam a andar com ele.

Derivado de um livro homônimo, e igualmente maravilhoso. O filme já ganha pelo elenco maravilhoso, afinal Logan Lerman, Ezra Miller e Emma Watson são suficientes para conquistar qualquer um. Trazendo uma temática sensível e verdadeira, o longa propões reflexões sobre amores, vida e morte, novas descobertas, depressão e sobre a vida em sua essência. Além da trilha sonora maravilhosa, marcada por hits dos anos 80.


2) Simplesmente Acontece

Os jovens britânicos Rosie (Lily Collins) e Alex (Sam Claflin) são amigos inseparáveis desde a infância, experimentando juntos as dificuldades amorosas, familiares e escolares. Embora exista uma atração entre eles, os dois mantêm a amizade acima de tudo. Um dia, Alex decide aceitar um convite para estudar medicina em Harvard, nos Estados Unidos. A distância entre eles faz com que nasçam os primeiros segredos, enquanto cada um encontra outros namorados e namoradas. Mas o destino continua atraindo Rosie e Alex um ao outro.

É um filme fofíssimo, com um mix de comédia e tristeza, que te faz pensar na vida, nas suas atitudes, e além de tudo ele tem como protagonista dos atores sensacionais, Lily Collins que deu vida a Rosie da melhor forma possível, e o incrível, lindo, maravilhoso, charmoso, com o melhor sotaque, Sam Claflin, que fez o Alex ser ainda mais perfeito do que eu imaginava. Entrou na lista dos meus filmes favoritos da vida por retratar a realidade


1) De Repente 30

Uma menina que está cansada dos limites sociais do ginásio se transforma em uma mulher adulta durante a noite. Neste conto de fadas, a adolescente Jenna quer um namorado e, quando é incapaz de encontrar um, fantasia ser adulta. De repente, seu desejo secreto se torna uma realidade e ela se transforma em uma mulher de 30 anos. Porém a idade adulta, que também tem seus desafios entre o relacionamento de homens e mulheres, não é tão fácil quanto parece.

Certamente De Repente 30 é um dos meus filmes de comédia-romântica preferido da vida, acho que só perde para 10 Coisas que eu odeio em você. E muitas vezes eu nem consigo explicar o porque, mas ele marcou muito a minha infância. Foram tardes e tardes assistindo essa história maravilhosa de uma menina de 13 anos que deseja ter 30 e magicamente isso acontece. Fala sobre amizade, auto-aceitação, sobre ver a simplicidade das situações, além de uma nova oportunidade para Jenna se tornar uma -adulta- melhor do que ela era. E o fator X do longa, com toda certeza, é o amigo mais fofo do mundo, Matt Flanhaff, interpretado pelo maravilhoso Mark Ruffalo que conquista nossos corações do início ao fim. 

E você? Quais indicaria?

A gente conferiu o fã filme sobre a origem do Voldemort, e gravamos um vídeo com todas nossas observações e comentários sobre ele.

Confiram:



E vocês o que acharam do filme?

Voldemort: A origem do herdeiro foi lançado ontem (13) e desde então se permanece entre os #1 em alta no youtube, além de ter ultrapassado a marca de quase um milhão de views.

Nossa equipe já conferiu e estamos aqui para contar o que achamos, completamente livre de spoilers.

O filme traz a história da origem de Voldemort e mistura fatos que já foram narrados nos livros de Harry Potter sobre a origem, e também as ideias dos fãs que resolveram criar e produzir o filme.

A história é focada nos 4 herdeiros dos fundadores de Hogwarts, e apesar da premissa ser ótima acabou não conseguindo nos convencer com sua narrativa parada e ritmo extremamente cansativo e sem emoção.

As atuações e os efeitos que eram algo que poderiam ter sido insatisfatórios na verdade, conseguiram agradar e trazer uma boa experiência.

A nossa dica é que todos os fãs assistam e cliquem no "gostei" para ajudar o trabalho livre de fins lucrativos dos fãs, mas que não esperem muito. Confiram:

foto: Reprodução /Edição de 2016 

Os parques Universal Studios e Island of Adventure já são imperdíveis em qualquer época do ano para os fãs de Harry Potter que visitam a cidade de Orlando. Nos dias 26 a 28 de janeiro acontece a quinta edição de A Celebration of Harry Potter, evento que proporciona interação e celebração entre os fãs da saga.

Todos os anos o evento recebe alguns atores da franquia, para 2018 estão confirmados o ator Stanislav Yanevski (Victor Krum), que participa do evento pela primeira vez, os gêmeos James e Oliver Phelps (Fred e George Weasley), Bonnie Wright (Gina Weasley) e Natalia Tena (Ninfadora Tonks).

Painéis especiais, demonstrações, entrevistas coletivas, fotos e autógrafos e algumas surpresas são algumas das atividades que acontecem nos 3 dias de evento.

Em 2018 estão confirmadas as atividades:

  • Exibição e painel sobre os figurinos dos filmes da série
  • WB Studio Tour Londres: os segredos e Making of de Harry Potter
  • Exibição de figurino, desenhos e cenários de Harry Potter e a Criança Amaldiçoada
  • Painel com os designers gráficos dos filmes
  • Painel com segredos dos bastidores e efeitos especiais
  • Descubra sua casa em Hogwarts com o Chapéu Seletor
  • Mural de Arte em Giz do Harry Potter
  • Exibição dos filmes da saga no teatro Music Plaza
  • Teste de Conhecimento sobre Harry Potter
  • Dança das alunas de Beauxbatons e luta dos alunos de Durmstrang
  • Aulas de técnicas de varinhas com Paul Harris, o coreógrafo dos filmes
  • Projeção inédita ao redor do castelo com as cores e o espirito de cada casa de Hogwarts.

A maioria das atividades são abertas para todos que possuem ingressos para um dos parques, porém existe um pacote especial para os fãs que querem uma experiência mais intensa, com alguns benefícios, como lugares garantidos para painéis, acesso a atividades selecionadas e entrada antecipada no evento.

Para garantir seu ingresso clique aqui.

Full House foi uma série que conquistou muitos corações com seus diálogos leves e seu enredo sobre amor em família. A continuação Fuller House surgiu tímida, porém conseguindo cativar os antigos fãs da série, assim como conquistando novos com a pegada milenar da nova versão.

Em sua terceira temporada, a série fora dividida em duas partes, sendo a primeira lançada em 22 de setembro, data muito especial porque há exatos 30 anos estreava Full House na mesma data. E a segunda parte chegou às vésperas do Natal, no dia 22 de dezembro.

A temporada revela que a trama Tanner-Fuller e continua divertindo muito, mostrando os valores mostrados no original, cativa com novos personagens, porém decepciona quando deixa os personagens, insubstituíveis, da primeira versão, de escanteio. Onde esperava-se muitos momentos de nostalgia e apreciação à obra original, peca por falta de momentos que efetivem essa homenagem, possui apenas um momento em que os 30 PAIVERSÁRIO é comemorado, mas funciona como segundo plano na trama do episódio.

Os pontos altos da temporada ficam por conta do toque divertido e latino de Fernando (Juan Pablo Di Pace), que continua roubando a cena, assim como os momentos emocionantes onde Stephanie está em sua luta para se tornar mãe e conta com uma ajuda inesperada. O pequeno Max Fuller (Elias Harger) possui um carisma e personalidade que remetem aos momentos de fofura e esperteza das pequenas Stephanie e Michelle na primeira versão. Steve por sua vez, um personagem divertido e com muito potencial, não tem seu auge conquistado na temporada, nem mesmo no desenvolvimento do triângulo amoroso – Steve – DJ – Matt.

O final da temporada surpreende com duas notícias muito especiais que prometem ser um gancho para a quarta temporada, e esperamos que os papais originais Danny, Jesse e Joey sejam mais presentes nesse revival que tem muito potencial para se igualar ao marcante e inesquecível sucesso dos anos 90, Full House.

Nota: 3,5/5

No
You
Tube

Vídeo novo toda semana

Spotify

Ouça as nossas playlists no Spotify
Ver todos
Insta@Acidamenteblog
teste

Cartas

Av. Senador Roberto Simonsen, 1005
Jd. Imperador 08673-270
Suzano - SP

Facebook