Crítica de Filme - Não me abandone Jamais

15.7.12


Original: Never let me go
Direção: Mark Romanek
Sinopse: Conta a história de 3 amigos que foram clonados para serem doadores de órgãos. O filme faz uma análise sobre a vida e sobre o curto tempo que temos para aproveitá-la. O longa é baseado na obra de Kazuo Ishiguro e conta com a atuação de Keira Knightley , Andrew Garfield e Carey Mulligan.









Não me abandone jamais é um filme baseado na oba de Kazuo Ishiguro que com seu tema polêmico nos leva a pensar no real valor da vida e da humanidade. O filme conta a história de 3 jovens que são clones de outras pessoas e foram criados em um internato inglês para serem doadores de órgãos assim que chegassem a vida adulta. Porém os estudantes do internato não sabiam que eles seriam doadores de órgãos até uma professora revoltada com o destino deles ter dito, o que acabou a fazendo ser demitida. Anos se passam e vemos dia após dia dos 3 jovens, as intrigas amorosas os problemas banais que todos nós enfrentamos até chegar a primeira doação de cada um deles. A segunda, a terceira. Presenciamos a tristeza de cada por saberem que o destino deles seria a morte prematura, eles querendo ou não. Por mais que tentassem ser feliz, por mais que lutassem o destino deles nunca seria mudado. Eles iriam morrer. 
A calma dos personagens de frente com a morte é algo de se chamar a atenção. O filme nos mostra que devemos viver a nossa como se não houvesse amanhã, afinal não sabemos se realmente haverá. Ele levanta questões sobre o valor que nós damos a nossa vida. O longa também tem cenas de romance e drama, mas tudo na medida certa o que faz do filme uma obra prima, sem exageros e sem coisas do outro mundo para chamarem a atenção. Ele simplesmente mostra a humanidade no seu limite, lutando por mais um dia de vida.

Um comentário:

  1. Esse filme me lembra um pouco a ilha, mas em alguns aspectos é bem diferente.

    ótima dica

    http://enfimshakespeare.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir