Síndrome de Eu tenho que gostar de Jogos Vorazes

Imagem
The_triology_by_sesaras-d5jbvyp_large

Esses dias (ontem) eu estava conversando com a senhora dona da locadora onde eu costuma locar meus filmes. Ela é uma senhora baixinha, japonesa e de voz doce. Nossa conversa começou por que eu vi um poster gigantesco de "Jogos Vorazes" que sempre que eu olhava rápido me dava a impressão de ter 3 pessoas paradas me olhando. Comentei isso com a senhora que  caiu na risada e nisso nossa conversa deslanchou. Conversamos sobre diversos filmes até enfim voltarmos a falar sobre Jogos Vorazes. Em quanto comentávamos a história do filme eu mencionei algo que me inspirou a escrever esse texto.
Quando Jogos Vorazes ia ser lançado a principal arma usada para o marketing dele foi: “Uma obra do nível de Harry Potter e Crepúsculo” querendo ou não - pelo menos no meu ponto de vista - essa frase induz você que se dizia ser fã de Crepúsculo ou de Harry Potter a gostar de Jogos Vorazes.
É como se você não gostar de Jogos Vorazes significasse que você não era tão fã assim de Crepúsculo ou Harry Potter. Creio que todas as sagas/séries são diferentes uma da outra. Crepúsculo nunca será como Harry Potter, Harry Potter nunca será como Jogos Vorazes e vice e versa. 
Essa vontade que eles tiveram de colocar na nossa cabeça que tínhamos que achar que Jogos Vorazes tem o mesmo nível que as nossas séries queridas acabou gerando uma pequena aversão em mim. Porém a deixei de lado e conferi o filme.
Creio que Jogos Vorazes (livro e filme) são bons o suficiente para conquistarem seus fãs por si só, sem precisar de uma propaganda tão desesperada quanto essa.
Claro que essa propaganda já é coisa antiga, mas por que será que eu só vim comentar isso agora? Bem.... Essa pergunta eu não sei responder. Só quero que vocês reflitam junto comigo:

"Essa indústria cinematográfica acha que somos robôs que devem ser programados, vocês devem gostar disso e pronto. Não é?"