12.6.13

A história do único dia dos namorados que eu passei namorando


Soa meio clichê. Mas eu sempre tinha sonhado em passar o dia dos namorados namorando. De preferência com alguém especial e que eu realmente gostasse. Em 2010 eu consegui realizar esse desejo. Porém digamos que as coisas não foram do jeito que eu 'sonhava'.

Para o texto não ficar muito longo não vou entrar em detalhes de como a gente se conheceu, nem como começamos a namorar, deixo isso para outra postagem. Vocês só precisam saber que eu namorava com um rapaz e eu gostava dele. Não amava. Gostava.

A gente demorou um pouco para se assumir como namorados - tudo culpa dele que tinha um certo bloqueio emocional para pedir em alguém namoro. Ele era bem complexo MESMO - finalmente começamos a namorar e eu estava muito ansiosa para o dia dos namorados.

Fiquei semanas tentando descobrir o que dar de presente para ele. A única coisa que parecia que ele gostava, era de mim. Ele não era muito fã de nada, nem tinha um hobbie definido  - tirando o fato que ele jogava basquete... Mas, enfim - ele era bem tranquilo nesse aspecto de ser fanático por algo - bem diferente de mim que consigo imaginar umas 14883858 coisas de que eu amo muito e sou muito fã hahaha.
Até que no meio de toda essa busca resolvi que deveria presenteá-lo com algo que fosse significativo para nós dois. Então pensando um pouquinho sobre a nossa história me lembrei de uma vez em que ele disse que estava decidido em terminar comigo, até que uma música do Red Hot Chili Peppers o fez mudar de ideia.

Então estava decidido. Eu irei comprar o cd que continha essa tal música. Porém esse CD era de 1999. Então foi um pouco difícil de encontrar. Rodei a cidade inteira. Não me dando por satisfeita comprei mais algumas coisinhas sem importância apenas para complementar o presente. Mal podia esperar para entregá-lo.

A gente ainda era bem novo naquela época. Eu não trabalhava nem nada. Então acabei pedindo dinheiro para minha avó, para minha mãe enfim... Para a família inteira hehe apenas para agradá-lo.

No dia dos namorados ele foi me buscar no meu tão querido curso de inglês e enquanto caminhávamos de mãos dadas pelas ruas da minha cidade ele começou a tagarelar sobre como o dia dos namorados era uma data ridícula. Afinal não passava de uma data comercial, onde as empresas ganhavam dinheiro nas custas de gente boba.

Eu não podia acreditar que ele estava dizendo aquelas coisas! Eu sabia que éramos diferentes... Tipo AÇÚCAR e Sal. PRETO e BRANCO. Sei lá. Pensem em duas pessoas completamente opostas e isso era a gente. Mas, mesmo assim... Pensei que pelo fato dele gostar de mim as coisas iam ser diferentes pelo menos nesse aspecto.

Resolvi fingir que concordava com tudo o que ele dizia enquanto pensava no que fazer com aquele presente. Eu estava um pouco saturada do meu namoro com ele. Eu até gostava dele mas não o suficiente para ficar aturando o ciúmes bobo que ele sentia e a falta de romantismo.

Acabou que decidi levá-lo até o local onde nos beijamos pela primeira vez. Depois contei toda a nossa história. Segundo a minha perspectiva. Como comecei a gostar dele e coisas do tipo. Ele estava todo feliz, até chegar no final e eu começar a jogar os presentes na cara dele. Eu finalizei falando "E depois de tudo isso você vira e fala pra mim que dia dos namorados é só uma data comercial? Namore com seus presentes pois você não tem mais namorada".

E sai correndo e segurando o choro. Ele veio atrás de mim desesperado. Pedi para ele me deixar em paz. Ele tentou explicar que não me deu um presente por que estava sem dinheiro. Isso fez eu ficar pior. Ele tinha entendido tudo ERRADO! 

Eu não estava preocupada com o fato de não ter ganho um presente. Mas, sim dele não ter tido consideração nenhuma por mim. Ele poderia ter feito uma carta. Roubado uma flor de um jardim sei lá! Qualquer coisa. Menos aquele texto ensaiado e decorado de que pra ele o dia dos namorados não significava nada. Eu sou romântica. E sabia que se continuasse com um cara como aquele ia me tornar uma pessoa fria. Então terminei o namoro. Mas, acabei voltando logo em seguida por que ele ficou me segurando e só me deixou enfim ir embora quando eu disse "Está bem. Ainda sou sua namorada mas, deixe ir embora".

Foi muito triste. De longe foi bem diferente do que eu imaginava para o meu dia dos namorados. Hoje eu não me arrependo de ter ficado chateada com a atitude dele. Mas, de certa forma a minha foi ainda pior. Por que eu fui muito insensível com ele. Justo eu que fico falando que sou romântica... Ter feito o que eu fiz não foi legal. Se isso acontecesse hoje... Eu ficaria triste. Mas, não estragaria um dia tão especial para o casal - não só pra mim igual eu pensei na época - apenas por um detalhe. Eu teria curtido o presente que eu dei pra ele junto com ele. E seria tudo perfeito. Depois com calma iria mencionar ter ficado chateada e ponto final. 

Infelizmente não posso voltar no passado. Mas, de certa forma foi bom tudo isso ter acontecido. Depois daquele dia ele se tornou um namorado melhor. Menos fechado, mais romântico. O fato é que ele deve ter demorado muito... Pois eu comecei a não querer mais namorar com ele.  Esse dia dos namorados caiu em um sábado... E na segunda-feira ele já estava com um presente em mãos. Ele tinha me dado o livro "Crepúsculo" e uma carta linda. Eu ainda tenho o livro. A carta acabei praticamente tacando fogo em uma das vezes que a gente terminou. (a gente terminou e voltou umas 7 vezes haha) Enfim...

Feliz dia dos namorados para vocês, e pensem bem antes de agir. Não sejam egoístas viu? 


4 comentários:

  1. "A carta acabei praticamente tacando fogo em uma das vezes que a gente terminou. (a gente terminou e voltou umas 7 vezes haha) Enfim..."
    Eu juro que isso me fez rir, é tão legal colocar fogo em cartas quando estamos com raiva neh? shausahusau.

    ResponderExcluir
  2. Eu adoro o dia dos namorados! Sim, em certa parte o seu ex namorado?? tinha razao, e um daqueles dias comerciais em que toda a gente se lembra de comprar presentes enquanto que no dia-a-dia se esquece que esta namorando e tem um a pessoa especial ao seu lado. Eu sou muito romantica! Muito mesmo, tipo que gosta de flor apanhada no jardim, beijo na chuva, etc e tal Mas eu e o meu amor damos presente um ao outro mesmo sem data.

    Ainda no fim de semana passado ele me chamou para ir passear e entao do nada ele me manda escolher um livro para me oferecer *.* e hoje eu vi uma camisola com o logotipo do super homem e comprei pra ele com um papelzinho a dizer que ele e o meu super heroi. Amor, romance, romantismo e pra ter todos os dias, mas ai de quem diga na minha frente que o dia dos namorados nao tem significado ;)

    Empolguei-me na hora de escrever :3 desculpa
    www.fofocas-literarias.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  3. Sua vida daria um belo de um livro Dje, são tantas histórias e tudo mais! Você devia escrever uma biografia u-u
    Fico triste que seu plano de dia dos namorados perfeito não tenha dado certo, espero que um dia ele chega e vai ser como nos seus sonhos.

    Beijinhos.

    ResponderExcluir
  4. Eu gosto do dia dos namorados!
    Mas não ligo se ganho presente ou não.
    Por exemplo ontem eu recebi um Eu te amo e um coraçãozinho que tinha lá na faculdade (meu namorado arrancou e me deu). Isso foi o sufciente para alegrar meu dia.

    Uma coisa eu tenho certeza, sua vida daria uma senhora série de livros. Pense nisso com carinho.

    http://lisos-somos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir