13.2.17

PRIMEIRAS IMPRESSÕES 'GIRLS' SERIES FINALE


A HBO convidou nossa equipe para conferir em primeira mão o primeiro episódio da última temporada de "Girls"

Com estreia marcada para o próximo domingo dia 12 de fevereiro, Lena Dunham finaliza sua série Girls após seis temporadas. A série por sua vez não foi cancelada por falta de audiência e sim porquê Dunham tinha interesse em retratar a vida das personagens nos seus 20 e poucos anos. E como a maioria das personagens está chegando aos 30, é hora de dar tchau.

LIVRE DE SPOILERS

Para você que nunca ouviu falar de Girls, é uma série da HBO lançada em 2012, criada, dirigida, roteirizada e protagonizada por Lena Dunham, que interpreta Hanna Horvath, uma jovem escritora de 24 anos que acabou de perder o auxílio financeiro dos seus pais e precisa começar a se virar sozinha em Nova York. Junto com suas amigas Marnie (Alisson Williams), Shoshanna (Zosia Mamet) e Jessa (Jemima Kirke), o seriado mostra a transição dessas jovens adultas que mesmo com 20 e poucos anos, ainda não saíram totalmente da adolescência.

Desde sua primeira temporada, Girls foi sempre muito bem avaliada pelos críticos e já foi vencedora de alguns Globos de Ouro e indicada ao prêmio Emmy. Com um tom ácido e muitas vezes cínico, Girls é uma comédia apaixonante que conquistou uma legião de fãs jovens que se identificaram com suas personagens e as situações cômicas em que essas são colocadas. A série também tem no elenco o ator Adam Driver, que por causa do sucesso da série e seu talento, acabou conquistando outros papeis de maior importância, como o vilão Kylo Ren em “Star Wars o Despertar da Força” e outros projetos como “Silencio” de Martin Scorsese.

Como a maioria dos seriados norte americanos em que as primeiras temporadas quase sempre são infinitamente melhores do que as últimas, Girls também passou por esse processo. O primeiro episódio dessa sexta temporada de Girls não é genuinamente ruim, mas sempre rola uma ansiedade maior quando a série vai pro series finale. E infelizmente Lena Dunham deixa a desejar se comparada com as duas primeiras temporadas.

O episódio inicial possui uma duração maior do que o normal e mostra a evolução de Hanna em relação à sua escrita. Depois de conseguir um emprego em uma editora, a jovem é contratada para fazer uma matéria sobre as socialites “good vibes” que vivem no Hamptons. Em paralelo a essa aventura de Hanna, também vemos Marnie confusa em relação ao namoro com Ray (Alex Karpovsky). Jessa, Adam, Shoshanna e Elijah (Andrew Rannells) também possuem suas participações, mas o foco do episódio é em Hanna.

Como eu já tinha dito, o episódio deixa a desejar se comparado com as outras series premiere, mas isso também não significa que seja ruim. Com a participação de Riz Ahmed (The Night Of e Rogue One), Lena Dunham se mostra mais descompromissada em criar uma trama mais complexa, e ao invés disso, tenta tirar um proveito da situação que a vida lhe impôs. Exemplo: a escritora teve de ir à praia contra a sua vontade devido ao emprego. Mesmo odiando o sol e a praia, Hanna se esforça para poder aproveitar o momento que está sendo vivido.

Apenas por esse pequeno plot, já vemos que a personagem está muito evoluída desde o final da temporada anterior, uma vez que a jovem é arrogante e egoísta, a ponto de nunca fazer nada que não condiz com sua vontade.

É cativante ver que as pequenas falas representam com total veracidade a realidade da maioria dos jovens de hoje em dia, como na cena em que Hanna fala “vou para o meu quarto chorar. Não por tristeza, mas só pra chorar mesmo”. E o trunfo do episódio se dá por esses diálogos extremamente simples mas carregados de significados ocultos nas entrelinhas. Assim como a cena de apenas 3 minutos entre Marnie e Desi que consegue moldar perfeitamente a característica da personagem.

Mas se tudo é tão bom, então porque dizer que a série deixa a desejar? Digo isso de fã para fã, que depois de ver os altos e baixos das garotas, esperava uma coisa maior e melhor. Mas Lena Dunham não está interessada em satisfazer seus fãs. Sua autonomia no episódio inicial é mostrar sua realidade sem se preocupar com o que os outros vão pensar. Ela sabe o que está fazendo e vai fazer o que quer da maneira certa, deixando o espectador ao mesmo tempo que incomodado, também encantado com o significado das menores coisas.

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário