'BOM COMPORTAMENTO' TRAZ UMA DAS MELHORES ATUAÇÕES DE ROBERT PATTINSON

16.10.17

O plano de Constantine Nikas (Robert Pattinson) era assaltar um banco e descolar uma boa quantia em dinheiro, mas nada sai como o planejado e Nikolas Nikas, seu irmão mais novo, acaba sendo preso. Decidido a resgatá-lo, Connie embarca em uma perigosa corrida contra o relógio, e onde ele mesmo é o próximo alvo da polícia.


LIVRE DE SPOILERS

Com várias cenas em close-ups em seus personagens, a direção dos irmãos Safdie consegue captar de forma dinâmica não só a plenitude de cada um como também desenvolver os conflitos ali vividos de forma intensa, permitindo que o expectador quebre uma barreira onde não se sinta passivo, causando uma imersão com cada situação proposta, onde acompanhamos com exatidão os momentos de angústia de Connie, como também em sua comicidade e na sensibilidade em sua relação com o irmão. Logo na abertura do longa, somos expostos aos traumas de Nick em uma cena sucinta porém sem abandonar sua visceralidade, um bom aperitivo do que está por vir.

O longa possui um caráter elétrico – não necessariamente em seu ritmo, mas sim em sua personalidade – tanto pela linguagem escolhida para abordar a trama como também por sua trilha sonora, que destaca a ansiedade e rispidez do protagonista e do mundo ao seu redor.


Pattinson consegue entregar um personagem com densas camadas, onde talvez seja o melhor papel de sua carreira. Os breves momentos em cena de seus coadjuvantes também são bem construídos, porém quem dita o espetáculo é Connie, onde a curiosidade pelo mesmo – e os caminhos que ele escolherá – permanece até o fim, inflado principalmente pelo enigma que ele instala, onde a previsibilidade é algo que nunca está em jogo. O protagonista tem uma força inegável, onde acaba por se tornar um artifício que faz o longa funcionar muito bem.

A trama flui dentre diversos gêneros, resultando em um ótimo drama policial. ‘Bom Comportamento’ não chega a ser um filme memorável, porém apresenta uma linearidade e objetividade que anda em escassez, e consegue esse feito sem se tornar raso no que propõe, tratando uma história que talvez seja considerada simples, até mesmo clichê, de uma forma nada convencional e totalmente interessante.

Nota: 4/5
Distribuição: Paris filmes
Estreia: 19 DE OUTUBRO 

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário