13.1.18

REVIEW: TERCEIRA TEMPORADA "FULLER HOUSE" (LIVRE DE SPOILERS)


Full House foi uma série que conquistou muitos corações com seus diálogos leves e seu enredo sobre amor em família. A continuação Fuller House surgiu tímida, porém conseguindo cativar os antigos fãs da série, assim como conquistando novos com a pegada milenar da nova versão.

Em sua terceira temporada, a série fora dividida em duas partes, sendo a primeira lançada em 22 de setembro, data muito especial porque há exatos 30 anos estreava Full House na mesma data. E a segunda parte chegou às vésperas do Natal, no dia 22 de dezembro.

A temporada revela que a trama Tanner-Fuller e continua divertindo muito, mostrando os valores mostrados no original, cativa com novos personagens, porém decepciona quando deixa os personagens, insubstituíveis, da primeira versão, de escanteio. Onde esperava-se muitos momentos de nostalgia e apreciação à obra original, peca por falta de momentos que efetivem essa homenagem, possui apenas um momento em que os 30 PAIVERSÁRIO é comemorado, mas funciona como segundo plano na trama do episódio.

Os pontos altos da temporada ficam por conta do toque divertido e latino de Fernando (Juan Pablo Di Pace), que continua roubando a cena, assim como os momentos emocionantes onde Stephanie está em sua luta para se tornar mãe e conta com uma ajuda inesperada. O pequeno Max Fuller (Elias Harger) possui um carisma e personalidade que remetem aos momentos de fofura e esperteza das pequenas Stephanie e Michelle na primeira versão. Steve por sua vez, um personagem divertido e com muito potencial, não tem seu auge conquistado na temporada, nem mesmo no desenvolvimento do triângulo amoroso – Steve – DJ – Matt.

O final da temporada surpreende com duas notícias muito especiais que prometem ser um gancho para a quarta temporada, e esperamos que os papais originais Danny, Jesse e Joey sejam mais presentes nesse revival que tem muito potencial para se igualar ao marcante e inesquecível sucesso dos anos 90, Full House.

Nota: 3,5/5

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário