13.8.18

Nostálgico e adorável, ‘Christopher Robin – Um Reencontro Inesquecível’ conquista em sua simplicidade


Christopher Robin (Ewan McGregor) já não é mais aquele jovem garoto que adorava embarcar em aventuras ao lado de Ursinho Pooh e outros adoráveis animais no Bosque dos 100 Acres. Agora um homem de negócios, ele cresceu e perdeu o rumo de sua vida, mas seus amigos de infância decidem embarcar no mundo real para ajudá-lo a se lembrar que aquele amável e divertido menino ainda existe em algum lugar.

O reencontro das personagens proporciona um contraste entre o doce e o amargo, numa trama que lida com temas como a valorização da infância, relacionamentos familiares e o universo pragmático em torno da idade adulta e, embora escolha uma abordagem de certa personalidade estereotipada sobre os mesmos, a produção ainda consegue ser carismática e emocionante, conquistando sorrisos e lagrimas em um roteiro nostálgico e acolhedor.

A fotografia se torna um grande alicerce na trama, adotando uma abordagem sensível com elementos infantis em sua estética que acabam por conquistar o público – especialmente quando foca na infância de Christopher e no universo inocente que trás consigo. A trilha sonora ajuda a história se tornar mais adorável, com uma direção que permite momentos delicados e prazerosos em que se cria uma imersão na narrativa – onde a produção consegue usar todos esses elementos em uma doce brincadeira resultando em um projeto encantador.


Ainda que tenha caráter caloroso – especialmente em seu segundo e terceiro ato, ‘Christopher Robin – Um Reencontro Inesquecível’ apresenta alguns momentos em que sua trama fica enfraquecida, seja quando se torna didática ou na ausência de Pooh e das outras personagens do Bosque dos 100 Acres – sofrendo por falta de ritmo – caindo no tom sombrio e sem vida em que Christopher Robin se encontra. E, mesmo que o enfoque do longa seja justamente neste momento apático do personagem, Ewan McGregor consegue atravessar – essa quase problemática – da trama numa construção impecável, humanizando a personagem. Trazendo a força necessária, assim como seus colegas de elenco – para criar um filme agradável, mas também conseguindo abordar temas sensíveis e maduros de maneira leve e benevolente.

Assim como todo o projeto se estrutura para que este universo consiga se tornar crível e cativante, o trabalho de dublagem propicia um acabamento primoroso, retratando com fidelidade e dinâmica aquelas personagens já conhecidas pelo público.

‘Christopher Robin – Um Reencontro Inesquecível’ pode ser considerado um clichê dentro daquilo que se propõe e pelos caminhos que se sucedem ao seu desfecho, mas ainda assim não se torna descartável e sim necessário – como um abraço quente e acolhedor. Um projeto simples – em síntese – mas rico dentro em detalhes e sentimentos.

Nota: 4
Estreia: 16/08
Distribuição: Disney

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário