21.3.18

Conversamos com a criadora do "Ballet Fly" e tiramos todas as dúvidas sobre a modalidade


Após a nossa matéria sobre o Ballet Fly, vocês interagiram bastante nas nossas redes sociais, e nós adoramos isso! Percebemos também que surgiram algumas dúvidas quanto a essa nova forma de se exercitar, então, no dia da mulher, fomos novamente até o Studio onde rola o Ballet Fly e batemos um papo com a Letícia, criadora do projeto para responder todas as perguntas de vocês. Vem conferir:

Acidamente Sensível: Há quanto tempo existe o Ballet Fly?
Letícia: Entre 2013/2014 eu comecei as pesquisas, mas o nome Ballet Fly foi em 2014, então já fazem 4 anos.

Acidamente Sensível: Homens também podem fazer Ballet Fly?
Letícia: Sim! Os homens estão extremamente convidados para fazer o Ballet Fly! Nós temos alunos homens, e não tem nenhum motivo para não fazer! Acho que existe mais um preconceito dos homens por causa da palavra ballet, mas não é uma atividade exclusivamente feminina.

Acidamente Sensível: É necessário ter um biótipo especifico para praticar o Ballet Fly?
Letícia: Não existe nenhum biótipo que não possa! É feito para todos os corpos, especialmente porque vamos olhar a individualidade de cada pessoa.

Acidamente Sensível: E quem nunca fez academia? Pode iniciar o Ballet Fly?
Letícia: Deve! Inclusive o Ballet Fly é muito procurado por pessoas que já tentaram outras atividades físicas e não se identificaram. A maior parte dos nossos alunos são pessoas que não gostam de outras atividades; ou até gostam de musculação, mas não gostam do ambiente da academia. Então aqui, os alunos encontram um ambiente onde não tem espelhos, que não é um local focado na estética no sentido competitivo da coisa. Ás vezes, as pessoas se sentem intimidadas pelo ambiente da academia e aqui elas se sentem acolhidas. O ballet Fly foi desenvolvido para que pessoas que nunca tenham feito nenhuma atividade antes, consigam se desenvolver e se superar.

Acidamente Sensível: Existe Alguma restrição para participar?
Letícia: Sim, se a pessoa tiver alguma restrição médica quanto a sua saúde, onde ela não possa praticar atividades físicas em geral, essa pessoa não vai poder praticar o ballet fly.
Também não é recomendado para gestantes, pessoas que têm hipertensão e não estão tomando nenhum remédio, para quem tem osteoporose, e durante ou depois de uma crise de labririntite também não é recomendado.

Acidamente Sensível: Quantas aulas na semana é o recomendado?
Letícia: Acima de duas, é o recomendado. O pacote é você quem monta, então você escolhe quantas aulas você quer participar durante a semana. Oferecemos pacotes a partir de uma aula por semana, mas também oferecemos o Frequência Livre, nesse pacote você tem acesso a todas as aulas, quantas vezes por semana você quiser.

Acidamente Sensível: Quanto tempo leva para sair do Fundamentals (aula básica) e chegar no Power (aula avançada)?
Letícia: Duas aulas. O único requisito entre o Fundamentals e o power, é que você esteja familiarizado com o equipamento. A aula vai ser intensa nas duas modalidades, daqui há seis meses e daqui ha dois anos ela vai continuar sendo intensa. Mas ela ser intensa, não significa que ela seja difícil. Após você aprender os movimentos básicos como sentar, levantar do tecido e saber as normas de segurança, você é liberado para trocar de nível.

Acidamente Sensível: Quanto tempo leva para um aluno iniciante fazer sua primeira acrobacia?
Letícia: Provavelmente na sua primeira aula. Nós temos acrobacias para iniciantes, que já são para você experimentar no seu primeiro dia.

Gostaram? Esperamos ter tirado todas as dúvidas de vocês! Para mais informações, acesse AQUI a nossa matéria contando como foi a nossa experiência em uma aula prática do Ballet Fly.

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário