Pesquisar este blog

Slide

Filme "As Viúvas" com Viola Davis apesar de ter grandes personagens femininas, peca no roteiro


Um assalto frustrado faz com que Harry Rawlins (Liam Neeson) e sua gangue sejam mortos pela polícia e o dinheiro que roubaram seja destruído pelas chamas. Isto faz com que a viúva de Harry, Veronica (Viola Davis), seja cobrada para que a quantia roubada seja devolvida. Pressionada, ela encontra um caderno de anotações de Harry que prevê em detalhes aquele que seria seu próximo golpe. Veronica então decide realizar o roubo, tendo a ajuda das demais viúvas dos mortos no assalto frustrado.

Com um primeiro ato misterioso, o diretor Steve McQueen introduz suas personagens e a enredo de maneira intrigante. Entretanto, sua tentativa acaba por se tornar um reflexo imediato do que está por vir nas duas horas de filme, uma trama exaustiva e confusa.

Embora procure ser detalhista, especialmente por envolver dois núcleos que se entrelaçam, o longa aparenta, por diversas vezes, não ter um objetivo final, sendo este provavelmente uma consequência da forma que tenta manter sua premissa ao mesmo tempo em que aborda seus subtemas – dentre eles a corrupção, violência e racismo – como também as subtramas em que cada personagem está inserida.


Se tratando das personagens, todas desempenham uma função substancial, sendo de forma indireta – para determinar o ambiente em que estão inseridos – ou de forma direta. Dito isso, as mesmas são a força que regem toda a trama e ficam responsáveis por tornar o longa mais cativante, especialmente pela ótima escolha do elenco, com nomes como Colin Farrell, Michelle Rodriguez, Daniel Kaluuya, Liam Neeson e, claro, Viola Davis desempenhando o papel de protagonista, exaltando a força feminina como regente em As Viúvas.

Steve McQueen consegue desempenhar um trabalho melhor como diretor do que como roteirista, no qual Gillian Flynn (autora de Garota Exemplar) auxiliou na execução do projeto. Na direção, McQueen soube desfrutar dos contrastes de Chicago, não deixando de lado essa característica também presente nos subgêneros. Contudo, esses poucos momentos não conseguem livrar o expectador da fadiga – onde nem mesmo os elementos surpresa se tornam incitantes.

Ainda que apresente esses fatores que tornam o projeto desagradável, As Viúvas apresenta mulheres em um contexto interessante, debatendo situações femininas de maneira natural e concisa, trazendo à tona questões que raramente possuem voz ativa. Criando também um espaço agradável para diversos arquetípicos femininos, fugindo de cenários tidos como estereótipos.

As Viúvas apresenta personagens interessantes inseridas em debates relevantes, entretanto criados em uma estrutura fraca e tediosa, na qual as personagens se sobressaem de seu próprio roteiro, se tornando o grande fascínio da obra, entretanto não o suficiente pra se tornar um projeto memorável.

PS: O longa é inspirado no livro de mesmo nome publicado aqui no Brasil pela Editora Intrínseca ;)

Nota: 2,5/5

Viola Davis Smh GIF by HULU

No facebook

>> Acompanhe também

No Youtube

>> Vídeo novo toda semana

Vídeo

Vídeo

Vídeo

No Spotify

>> Ouça as nossas playlists no spotify